Geral

Lideranças do PSB e Rede de MS acompanham candidatura de Eduardo Campos e Marina Silva

O presidente estadual do PSB, Murilo Zauith e as coordenadoras da Rede em Mato Grosso do Sul, advogada Tatiana Ujacow e Neide Herrero, acompanharam o evento que inicia a corrida presidencial do partido.

Arquivo Publicado em 15/04/2014, às 14h00

None
816181200.jpg

O presidente estadual do PSB, Murilo Zauith e as coordenadoras da Rede em Mato Grosso do Sul, advogada Tatiana Ujacow e Neide Herrero, acompanharam o evento que inicia a corrida presidencial do partido.

O lançamento da candidatura a vice-presidente da ex-senadora Marina Silva ontem (14), em Brasília (DF), contou com a representação de Mato Grosso do Sul. O presidente estadual do PSB, Murilo Zauith e as coordenadoras da Rede em Mato Grosso do Sul, advogada Tatiana Ujacow e Neide Herrero, acompanharam o evento que inicia a corrida presidencial do partido.

Também participaram do lançamento os prefeitos Aluísio São José (Coxim), além da ex-secretaria Tereza Cristina e Sérgio Assis. Em MS, Zauith cogitou o lançamento de candidatura própria com Tatiana Ujacow para o Governo e a proposta recebeu várias manifestações de apoio.

A Frente Mudando o Brasil, composta pelos partidos PSB, PPS, Rede e PRP, já se reuniu em Campo Grande e definiu as diretrizes regionais.

“O evento foi tomado de entusiasmo contagiante e reflete a determinação em resgatar a esperança dos brasileiros. E Eduardo e Marina têm históricos de luta capazes de mobilização para concretizar o projeto de mudança exigidos pela população”, afirmou Tatiana Ujacow.

“Foi um ato político que trouxe bastante esperança. Eduardo Campos e Marina Silva têm um programa de governo de ideologia”, acrescentou Aluísio São José.

Segundo ele, a partir de agora o debate político ganha força no PSB. O prefeito acredita que a candidatura própria em Mato Grosso do Sul é uma saída importante para o partido, mas pondera ser preciso ter mais clareza do cenário.

Sobre a candidatura majoritária em MS, Tatiana é cautelosa: “No momento, sou cabo eleitoral dessa causa, o que move não é a busca por candidaturas, mas sim a luta por cidadania, com acesso a educação, saúde, justiça e igualdade de oportunidades para todos. Ser considerada pelos companheiros já é uma grande recompensa, sinal de que meu trabalho tem contribuído”.

A advogada da Rede, no entanto, disse que está ‘disposta a desafios com homens e mulheres de boa vontade, que têm luta por justiça social’.

Jornal Midiamax