Geral

Inconformado com separação, homem invade casa da ex, agride e quebra carro do atual

Com um pouco mais de um ano de separação, Hildebrando dos Santos, de 37 anos, tem perseguido a ex, uma comerciante de 27 anos, que conviveu com ele por oito anos. A mulher, que teve o nome preservado, chegou a registrar várias ocorrências contra o suspeito e tem até medida protetiva para que ele não […]

Arquivo Publicado em 05/06/2014, às 11h07

None
1463546807.jpg

Com um pouco mais de um ano de separação, Hildebrando dos Santos, de 37 anos, tem perseguido a ex, uma comerciante de 27 anos, que conviveu com ele por oito anos. A mulher, que teve o nome preservado, chegou a registrar várias ocorrências contra o suspeito e tem até medida protetiva para que ele não se aproxime dela. A vítima chegou a mudar de emprego e de casa, porém sempre é perseguida por ele.


Na noite de quarta-feira (4), por volta das 20h40, o suspeito foi até a casa da mãe da ex e tentou entrar. O fato aconteceu na Avenida Spipe Calarge, na Vila Carlota, região sul de Campo Grande. No imóvel, estava ela, os três filhos, o atual namorado, identificado como Luiz Lima, de 33 anos, e a ex-sogra do suspeito. Com a negativa de abrir a porta, Hildebrando a arrombou.


Ao entrar na residência, ele começou a agredir a ex-mulher com socos. Luiz ajudou a comerciante e o ex fugiu do local. Do lado de fora, ele quebrou o vidro do carro do atual namorado da empresária.


O casal, com o carro quebrado, foi até a Depac (Delegacia de pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga, região sul de Campo Grande, registrar a ocorrência de lesão corporal, ameaça e dano. Além disso, Hildebrando havia quebrado a medida protetiva se aproximando da comerciante.


Ao voltar para a casa da mãe da vítima, Hildebrando voltou ao local e quebrou o vidro de trás do carro de Luiz, que estava armado com um revólver e chegou a disparar dois tiros para cima. Com isso, o suspeito se assustou e fugiu, porém o atual começou uma perseguição.


Com os disparos da arma, vizinhos acionaram o Pelotão Tiradentes do 10º BPM (Batalhão da Polícia Militar) que fez rondas pela região. Eles acharam apenas Luiz que foi preso por conta do revólver, pois ele não tinha porte.


Os militares contaram que Hildebrando é um “velho conhecido da polícia”, pois já foi preso por diversas vezes por violência contra a ex-mulher, além de perturbação.

Jornal Midiamax