Geral

Federação investiga uniforme polêmico de ciclistas: ‘é inaceitável’

O uniforme que com seu desenho e cores “desnuda” as ciclistas da equipe colombiana IDRD causou burburinho na internet no último fim de semana. E o resultado é que até a federação internacional (UCI) da modalidade entrou no caso e está investigando o ocorrido. Segundo o presidente da UCI, é inaceitável que uma equipe corra […]

Arquivo Publicado em 15/09/2014, às 18h57

None
1062938122.jpg

O uniforme que com seu desenho e cores “desnuda” as ciclistas da equipe colombiana IDRD causou burburinho na internet no último fim de semana. E o resultado é que até a federação internacional (UCI) da modalidade entrou no caso e está investigando o ocorrido. Segundo o presidente da UCI, é inaceitável que uma equipe corra trajando vestes com alusão ao corpo feminino.

Brian Cookson, que comanda a entidade, viu-se obrigado a tomar uma posição sobre o caso. Em seu Twitter, ele se mostrou totalmente avesso à escolha do time disputou com esta roupa a Volta da Toscana, na Itália..

“Para os muitos que levantaram o assunto de um certo uniforme de uma equipe, nós estamos em cima deste caso. Isso é inaceitável para qualquer padrão de decência”, afirmou ele.

A história também causou polêmica na Colômbia, fazendo com que a empresa que dá o nome ao IDRD (Instituto Distrital de Recreación y Deporte) fosse a público se explicar.

Aldo Cadena, diretor do instituto, afirmou que eles apenas patrocinam a equipe. De acordo com ele, o time pertence à Federação Colombiana de ciclismo, e é uma seleção do país que conta com três patrocinadores, entre eles o IDRD.

“Não temos nada a ver com a escolha deste desenho de uniforme das jovens que estão participando da Volta da Toscana. Como patrocinadores, não fomos consultados e nem aprovamos o desenho do traje”, disse ele.

“Nos parece que o desenho não foi adequado para este tipo de competência e que, em vez de gerar interesse pela participação e desempenho esportivo, gerou só burburinho nas redes sociais.

A equipe se prepara para disputar o Mundial de estrada, entre 21 e 28 de setembro.

Jornal Midiamax