Geral

PMA recolhe 8 cachorros que sofriam maus-tratos e encaminha para adoção

Oito cachorros, sendo seis da raça poodle, e dois sem raça definida, foram resgatados pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Cassilândia e encaminhados para uma chácara onde os donos se ofereceram a prestar assistência veterinária aos animais. A ação aconteceu neste domingo (20) após denúncia anônima. Segundo informações do Major César Fritas Duarte, a PMA […]

Arquivo Publicado em 21/01/2013, às 14h00

None
960772599.jpg

Oito cachorros, sendo seis da raça poodle, e dois sem raça definida, foram resgatados pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Cassilândia e encaminhados para uma chácara onde os donos se ofereceram a prestar assistência veterinária aos animais. A ação aconteceu neste domingo (20) após denúncia anônima.

Segundo informações do Major César Fritas Duarte, a PMA recebeu uma ligação anônima informando que os animais estavam sendo mal tratados e o local onde eles estavam sujo e sem a mínima higiene. “Após a ligação fomos até a residência e constatamos o crime. Os cachorros estavam amontoados em um local muito pequeno, sem condições nenhuma de higiene”, informou.

Freitas informou ainda que na residência havia apenas um pote de água, que estava suja, para todos os animais. Além disso, segundo ele, o local exalava mau cheiro por falta de limpeza.

Os cachorros foram levados para uma família que se ofereceu a ajudar. A dona dos animais foi multada administrativamente em R$ 4 mil e vai responder por crime de maus tratos contra animais domésticos. Se condenada, poderá pegar de 3 meses a um ano de prisão.

Ainda, segundo Freitas, a mulher tem 20 dias para apresentar defesa. Caso, não cumpra o prazo assume o crime.

Parceria

Major Freitas informou também que depois que os animais estiverem bem serão encaminhados para o Abrigo dos Bichos – organização não governamental – que é parceira da PMA para serem adotados.

Freitas pontuou que a parceria com o Abrigo dos Bichos é muito importante, não só pelo encaminhamento para adoção de animais recuperados como pelas denúncias feitas pela Ong que já levou a recuperação de muitas animais que sofriam maus-tratos. “É a nossa ponte com a comunidade. Fundamental pra gente. Sempre aparece alguém que se propõe a ficar com os animais ou mesmo a custear tratamentos veterinários, quando necessário”.

A presidente do Abrigo dos Bichos, Maíra Kavsky Peixoto, também pontuou que a parceria é fundamental para que o trabalho da entidade seja feito. Ela explica que sem o apoio do poder público a Abrigo não seria possível eles entrarem nas residências e resgatarem os animais. “Não temos como adentrar às casas e retirar os animais. Precisamos do apoio da polícia”.

Kavsky lembra que as denúncias têm sido fundamentais para o resgate de animais mal tratados.

Serviço

Para mais informações sobre o Abrigo dos Bichos acesse: www.abrigodosbichos.com.br

Matéria alterada para acréscimo de informações às 11h31.

Jornal Midiamax