Geral

Piloto mais jovem a dar a volta ao mundo passa por Campo Grande

O comandante Walter Toledo, o piloto mais jovem a dar a volta ao mundo em monomotor passou por Campo Grande nesta sexta-feira (31). A expedição de Toledo foi concluída com sucesso no dia 25 em Miami (EUA). Com 20 anos de idade ele fez o percurso em apenas 45 dias, menos tempo que o atual […]

Arquivo Publicado em 31/08/2012, às 22h18

None

O comandante Walter Toledo, o piloto mais jovem a dar a volta ao mundo em monomotor passou por Campo Grande nesta sexta-feira (31). A expedição de Toledo foi concluída com sucesso no dia 25 em Miami (EUA). Com 20 anos de idade ele fez o percurso em apenas 45 dias, menos tempo que o atual recorde, que é de 97 dias. No total foram 11 países visitados. Agora para que o seu feito seja reconhecido oficialmente pelo Guiness Book, o piloto aguarda os trâmites legais por parte da equipe do livro dos recordes.


Na capital sul-mato-grossense, Walter Toledo foi recebido por uma calorosa recepção entre familiares, amigos e autoridades locais. “Agradeço a todos pela presença em minha chegada. Estou feliz de ter conseguido realizar com sucesso o meu projeto e estar aqui hoje para comemorar. Espero que minha expedição sirva de alavanca para outros jovens, que eles se sintam sensibilizados tanto para assumir quanto para cumprir seus compromissos”, afirmou o jovem piloto.


Na recepção Walter Toledo foi condecorado pelo prefeito da Capital com o titulo de Visitante Ilustre, concedido pela Câmara Municipal de Campo Grande. “É muito bonito ver a determinação desse piloto, que é um grande exemplo para os nossos jovens. Ele levou não só o nome do Brasil ao mundo como também o de Campo Grande e do Mato Grosso do Sul”, ressaltou.


Em sua volta ao mundo o piloto levou estampado no avião a logomarca do programa de universalização do saneamento em Campo Grande “Esgoto 100%”. Batizada como Brasil Voando Alto, a expedição foi patrocinada pelo Grupo Equipav, que detém a holding Aegea, controladora da Águas Guariroba (Campo Grande, MS), Prolagos, no Rio de Janeiro (Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia), Águas do Mirante (Piracicaba, SP), entre outras.


A jornada      teve como um de seus maiores desafios vencer as barreiras burocráticas da Rússia, o que o transformou no primeiro piloto a atravessar o território russo em um monomotor. “Meu maior receio foi não conseguir passar pela Rússia, pois é um país que possui uma legislação muito fechada. Só para se ter ideia, lá não é permitido a comercialização de combustível de aviões como o meu [executivo]. Ficamos dependentes das decisões das autoridades locais. Felizmente tudo ocorreu conforme o planejado e hoje estamos aqui para contar a história”.


No final da tarde, ainda em Campo Grande, Walter Toledo foi recebido na Governadoria do Estado pelo governador André Puccinelli.

Jornal Midiamax