Geral

Lei da conveniência garante o sossego de moradores

Moradora afirma que a lei funciona e que voltou a dormir após a sua aprovação

Arquivo Publicado em 11/01/2012, às 16h39

None

Moradora afirma que a lei funciona e que voltou a dormir após a sua aprovação

Conhecida como Lei das conveniências e aprovada em 2011, a lei que tramitou por mais de sete anos na Câmara de Vereadores tem garantido a tranqüilidade dos moradores da região da avenida Manoel da Costa Lima.


De acordo com a moradora Analice Terezinha Talgatt, que na época da votação do projeto acompanhou na Câmara e chegou a usar a tribuna para contar os problemas de saúde ocasionados pela algazarra e bebedeiras que ocorriam próximo a sua casa, está bastante feliz com o resultado.


Analice ressaltou que consegue dormir tranquilamente. “Depois que foi sancionada apenas duas vezes pararam carros aqui com som alto, mas logo foram embora quando falamos que iríamos chamara a polícia”.


Para a moradora o rigor da lei é que tem dado o resultado. “As outras leis não funcionavam. Graças a Deus agora posso dormir”.


Analice ainda se recupera dos problemas de saúde ocasionados por não conseguir dormir, devido ao som alto dos carros que se aglomeravam em frente a conveniência.


Lei


A lei proíbe o consumo de bebidas alcoólicas e algazarra em frente a conveniências e postos de combustíveis, na capital.


O não cumprimento acarreta multa aos participantes da aglomeração, que variam de R$ 200 a R$ 1 mil, podendo ser convertidas em serviços comunitários.


A lei foi sancionada pelo prefeito Nelsinho Trad e foi publicada no Diário Oficial do município em dezembro de 2011.

Jornal Midiamax