Geral

Juíza de Nova Andradina convoca população para não deixar acabar com secretaria da Mulher

A Juíza da 3ª Vara Cível de Nova Andradina, Jacqueline Machado, disse na noite de quarta-feira (28) na Tribuna da Câmara Municipal, na presença da Maria da Penha e das autoridades politicas do município, ter ficado surpresa ao saber que a secretaria de politicas públicas para as mulheres deixara de existir na próxima administração. “Eu estava […]

Arquivo Publicado em 30/11/2012, às 09h57

None

A Juíza da 3ª Vara Cível de Nova Andradina, Jacqueline Machado, disse na noite de quarta-feira (28) na Tribuna da Câmara Municipal, na presença da Maria da Penha e das autoridades politicas do município, ter ficado surpresa ao saber que a secretaria de politicas públicas para as mulheres deixara de existir na próxima administração.


“Eu estava viajando e quando retornei ao trabalho fiquei surpresa”, disse a magistrada. Ela conclamou a população para que não fique calada e cobre das autoridades a manutenção a secretaria. “O fim da secretaria será um retrocesso para o município”, disse a Juíza.


 “É um retrocesso para as mulheres de Nova Andradina, para o direito das mulheres. Ela disse que secretaria e coordenadoria tem muita diferença. Eu falo isso porque trabalho na ponta, eu sei o dia-dia de cada mulher, que precisa de uma decisão, que precisa de uma proteção, que precisa de um auxilio e isso não é brincadeira. Nós somos seres humanos com os mesmos direitos dos homens e não sabemos aceitar diferenças, e não podemos aceitar submissão e peço que todos se engajem nessa campanha para a secretaria funcionar como antes, pois isso foi uma conquista das mulheres do município e não pode ser tirada de nós, precisamos mantê-la”, desabafou ela.


A magistrada fez questão de dizer para o plenário lotado que não é política e que não faz campanha pra ninguém, mas que os direitos das mulheres precisam ser preservados e alguém tem que fazer algo. Ela disse ainda ter ficado muito triste com a notícia e não se calara diante do caso. Em sua fala a Juíza ainda parabenizou a secretária Jozeli Chulli pelos relevantes trabalhos.


Criada no dia Internacional da Mulher, 8 de março deste ano, pelo então prefeito Gilberto Garcia (PMDB), a Secretaria Municipal de Políticas para a Mulher do Estado, comandada por Jozeli Chulli, poderá ser uma das secretárias do município a ser extinta na administração de Roberto Hashioka Soler (PMDB).


O Projeto de Lei nº 39/2012 que dispõe sobre a reorganização administrativa da prefeitura para o próximo ano, de autoria do Poder Executivo, deu entrada na Câmara Municipal na última semana e recebeu parecer favorável de todas as comissões permanentes da Casa de Leis e foi aprovado na sessão da última segunda-feira por todos os vereadores presentes na sessão que foi presidida pelo vereador petista Vicente Lichoti.


O presidente, Adriano Palopoli, do PSD estava viajando e não participou da sessão. O presidente da casa, Adriano Paopoli, bem como o prefeito Gilberto Garcia falaram após as declarações da Juíza, mas em seus respectivos discursos evitam polarizar o assunto.

Jornal Midiamax