Geral

Impunidade na morte de jornalistas coloca o Brasil em 11º do ranking

O Jornal Folha de São Paulo publicou no final da tarde desta terça-feira (17) em seu site e hoje (18) em sua edição impressa o levantamento do CPJ (Committee to Protect Journalists) divulgado ontem, onde o Brasil é o 11º país do mundo em que os assassinatos de jornalistas mais ficam impunes. O índice aponta […]

Arquivo Publicado em 18/04/2012, às 18h49

None

O Jornal Folha de São Paulo publicou no final da tarde desta terça-feira (17) em seu site e hoje (18) em sua edição impressa o levantamento do CPJ (Committee to Protect Journalists) divulgado ontem, onde o Brasil é o 11º país do mundo em que os assassinatos de jornalistas mais ficam impunes.


O índice aponta que no Brasil, nos últimos dez anos não resultaram em nenhuma condenação cinco mortes de jornalistas.


Entre os crimes que engrossam os índices da impunidade está à morte do dirigente petista e editor do jornal “O Serrano”, Edinaldo Filgueira.
O jornalista foi barbaramente assassinado com seis tiros, em 15 de junho de 2011, em Serra do Mel (252 km de Natal), no Rio Grande do Norte.


Outros estados como o Pernambuco e mesmo Mato Grosso do Sul há casos impunes e alguns ainda sendo investigados.


Em Mato Grosso do Sul, o caso da morte de Paulo Rocaro, jornalista em Ponta Porã é o caso mais recente e que continua sendo investigado pela polícia. Além de Rocaro e outros, o estado registrou a morte de Edgard Lopes de Faria, conhecido com Escaramuça.


Ranking


O CPJ usa o percentual de casos não solucionados de mortes de jornalistas em relação à população de cada país. E, só entram nas estatísticas países em que ao menos cinco crimes não resultaram em condenação.


Iraque lidera este ranking como o pior, pois, de acordo com o comitê, investigações sobre 93 mortes desde 2002 ainda aguardam por soluções.


Além disso, o Iraque segue na liderança desde 2008, quando foi divulgada a primeira edição do levantamento.


Na América Latina, a Colômbia, com oito mortes impunes e o México com 15 engrossam o levantamento.

Jornal Midiamax