Geral

Candidato de Camapuã é acusado de dar combustível a eleitores

Aconteceu na tarde de ontem (6) o primeiro caso de crime eleitoral envolvendo candidato na cidade de Camapuã. O fato aconteceu às 15h30, e segundo o Boletim de Ocorrência, no Posto Real, localizado na avenida principal da cidade. A Polícia Rodoviária Federal, que fazia ronda pela cidade, verificou que um frentista estava colocando combustível em […]

Arquivo Publicado em 07/10/2012, às 14h16

None

Aconteceu na tarde de ontem (6) o primeiro caso de crime eleitoral envolvendo candidato na cidade de Camapuã. O fato aconteceu às 15h30, e segundo o Boletim de Ocorrência, no Posto Real, localizado na avenida principal da cidade.


A Polícia Rodoviária Federal, que fazia ronda pela cidade, verificou que um frentista estava colocando combustível em um galão. Os policiais que estavam no caixa do posto de combustível viram quando o frentista Leandro da Silva foi até o mesmo e pediu à funcionária de nome Regina, que anotasse o combustível em nome de um tal de Vidão.


De pronto os policiais questionaram sobre quem era Vidão e foram informados de que tratava-se de um candidato a vereador do município, da Coligação Consolidando o Progresso, na qual concorre à reeleição o atual prefeito Marcelo Duailibi (DEM).


O beneficiário do combustível era Ricardo Oliveira Xavier (21) e o comunicante foi Aparecido Guerreiro Alves (43).


Em entrevista com o conduzido o mesmo afirmou aos policiais que havia solicitado o combustivel para o candidato Vidão a fim de que o seu cunhado, morador do Município de Campo Grande, pudesse comparecer nesta cidade e participar das eleições.


Vidão é o apelido do candidato David Rodrigues dos Santos (DEM), que até junho foi o chefe de máquinas da Prefeitura Municipal. O Posto Real é um dos fornecedores de combustíveis para a Prefeitura Municipal de Camapuã.


Se confirmada as informações do conduzido, Vidão responderá crime eleitoral de captação ilícita de sufrágio, podendo, inclusive, ter o registro de candidatura cassado.

Jornal Midiamax