Geral

Brasileiros que vivem no Paraguai retomam terras e preparam plantio

Os brasiguaios conseguiram voltar a cultivas as lavouras depois de uma disputa judicial que durou oito meses. Mais da metade da área de cultivo do agricultor Mário Toiller estava bloqueada pela Justiça. O acesso a 80 dos 110 hectares que possui estava impedido por policiais. Com a decisão favorável da Justiça, ele começou o plantio […]

Arquivo Publicado em 16/09/2012, às 22h11

None

Os brasiguaios conseguiram voltar a cultivas as lavouras depois de uma disputa judicial que durou oito meses.

Mais da metade da área de cultivo do agricultor Mário Toiller estava bloqueada pela Justiça. O acesso a 80 dos 110 hectares que possui estava impedido por policiais. Com a decisão favorável da Justiça, ele começou o plantio da soja.

A área de mil hectares que está em disputa fica no município de Mbaracayu, a quase 100 quilômetros da fronteira com o Brasil. A Justiça do Paraguai deu ganho de causa a 30 famílias de brasiguaios que cultivam nas terras há 30 anos, mas a empresa paraguaia Benita S.A. afirma que também tem os títulos da área.

No dia em que a decisão saiu, os brasiguaios derrubaram a infraestrutura que tinha sido construída pela Benita S.A. no local. A casa que funcionava como sede da empresa paraguaia, que também se diz dona da terra, foi derrubada e máquinas estão fazendo a limpeza da área, que será usada para o plantio de soja.

Os brasiguaios vão agora entrar na Justiça para pedir a anulação dos títulos da empresa Benita S.A.

Jornal Midiamax