Geral

Ayres Britto diz que mensalão entrará na pauta do Supremo assim que for liberado pelo revisor

O ministro Ayres Britto afirmou, há pouco, ao chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF), do qual assume nesta tarde a presidência, que vai colocar na pauta o processo do mensalão, tão logo “ele seja liberado [pelo revisor, ministro Ricardo Lewandowski] para julgamento.”  Sobre a posse no comando do Judiciário brasileiro, Ayres Britto disse que é […]

Arquivo Publicado em 19/04/2012, às 21h03

None

O ministro Ayres Britto afirmou, há pouco, ao chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF), do qual assume nesta tarde a presidência, que vai colocar na pauta o processo do mensalão, tão logo “ele seja liberado [pelo revisor, ministro Ricardo Lewandowski] para julgamento.”


 Sobre a posse no comando do Judiciário brasileiro, Ayres Britto disse que é uma oportunidade de servir ao país em duas instâncias importantes, já que, além do STF, presidirá o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


Mensalão foi o nome pelo qual ficou conhecido o esquema de pagamento de propina a parlamentares em troca de apoio ao governo, revelado em 2005 pelo então deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ).


O mensalão começou a tramitar como inquérito no STF em 2005. Dois anos depois, o Tribunal aceitou as denúncias do Ministério Público, e o processo se transformou em uma ação penal. Desde então, o relator, ministro Joaquim Barbosa, vinha reunindo informações sobre o caso, fase que chegou ao fim em setembro passado. Em dezembro, Barbosa entregou seu relatório para análise do ministro-revisor, Ricardo Lewandowski.

Jornal Midiamax