Geral

Ataques de caças na Síria matam 60 pessoas

Nesta segunda-feira, ataques de aviões de caça sírios contra os subúrbios a leste de Damasco mataram pelo menos 60 pessoas, segundo ati

Arquivo Publicado em 27/08/2012, às 21h41

None

Nesta segunda-feira, ataques de aviões de caça sírios contra os subúrbios a leste de Damasco mataram pelo menos 60 pessoas, segundo ati

O uso de armas químicas por parte do regime sírio seria “uma causa legítima de intervenção direta” da comunidade internacional, declarou nesta segunda-feira o presidente francês, François Hollande.


“Digo isso com a importância que corresponde: nos mantemos muito vigilantes com nossos aliados para prevenir o uso de armas químicas pelo regime (sírio), que seria para a comunidade internacional uma causa legítima da intervenção direta”, disse o chefe de Estado francês, durante a abertura em Paris de uma conferência anual que reúne cerca de 200 embaixadores franceses.


“Conheço a dificuldade da tarefa, meço os riscos, mas o que está em jogo vai mais além da Síria. Afeta toda a segurança do Oriente Médio, em particular a independência e a estabilidade do Líbano”, acrescentou Hollande.


Na semana passada, o presidente americano, Barack Obama, havia alertado o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, de que, ao recorrer a armas químicas, o governo sírio cruzará uma “linha vermelha” e ameaçou intervir militarmente caso isso aconteça.


Confrontos


Nesta segunda-feira, ataques de aviões de caça sírios contra os subúrbios a leste de Damasco mataram pelo menos 60 pessoas, segundo ativistas da oposição.


Segundo eles, os ataques aéreos tinham como alvo o bairro de Zemalka e o subúrbio de Saqba, mais a leste, onde os combatentes do Exército Sírio Livre atacaram e desmontaram várias barreiras do Exército mais cedo nesta segunda-feira.


Ainda nesta segunda-feira, um helicóptero militar sírio foi derrubado e pegou fogo em Damasco quando forças aéreas sírias metralhavam e bombardeavam distritos controlados pelos rebeldes na capital e na cidade de Aleppo.


A televisão estatal confirmou que um helicóptero caiu em Damasco, mas não deu detalhes. Ativistas da oposição disseram que rebeldes atiraram para derrubá-lo. Um vídeo da oposição mostrou um artefato aéreo danificado queimando e caindo em uma área urbana, lançando uma coluna de fumaça negra oleosa.


Jornal Midiamax