Geral

Rafael Moura volta a marcar e Fluminense passa em primeiro

Com o Fluminense precisando vencer o Madureira para escapar do Flamengo nas semifinais da Taça Guanabara, Rafael Moura voltou a decidir. O atacante fez seu quinto gol em três jogos desde seu retorno ao Fluminense e garantiu a vitória da equipe por 1 a 0 em Volta Redonda, na última rodada da fase de grupos […]

Arquivo Publicado em 13/02/2011, às 22h28

None

Com o Fluminense precisando vencer o Madureira para escapar do Flamengo nas semifinais da Taça Guanabara, Rafael Moura voltou a decidir. O atacante fez seu quinto gol em três jogos desde seu retorno ao Fluminense e garantiu a vitória da equipe por 1 a 0 em Volta Redonda, na última rodada da fase de grupos do primeiro turno do Carioca.


A cabeçada do atacante rendeu mais do que três pontos; garantiu a primeira colocação do Grupo B e evitou o confronto com o Flamengo. O resultado colocou o Boavista no caminho tricolor nas semifinais da Taça Guanabara.


Não foi uma atuação de brilho da equipe de Muricy Ramalho, que jogava com alguns desfalques. O treinador decidiu poupar todos os jogadores que tinham dois cartões amarelos e que poderiam ser suspensos para o confronto eliminatório que definirá o finalista da Taça Guanabara. Leandro Euzébio, Carlinhos, Valencia, Edinho e Diguinho foram preservados.


“Foi um jogo muito difícil. Tivemos muitas dificuldades. Mas conseguimos a vitória”, reconheceu o atacante Araújo, que substituiu Souza durante a partida.


Depois de um primeiro tempo com pouquíssimas situações de gol, o Fluminense entrou um pouco mais determinado para a segunda etapa. Certamente sabedores de que o Botafogo empatava em sua partida no Engenhão, contra o Macaé, os jogadores tricolores mostraram um pouco mais de ímpeto.


Rafael Moura, mais uma vez, se mostrou letal no jogo aéreo. Aos 15 minutos, ele testou livre na pequena área, mas acertou o travessão. Aos 29, porém, se redimiria. Aproveitando cobrança de falta pela direita, o atacante apenas desviou de leve para matar qualquer chance de defesa do goleiro Cléber.

Jornal Midiamax