Geral

Jovem queimado em explosão de laboratório deverá ser transferido para Curitiba

Aurillo Duarte, de 22 anos, teve 80% do corpo queimado; seu amigo Fernando Hirota (22) continuará na Santa Casa

Arquivo Publicado em 20/03/2011, às 18h05

None

Aurillo Duarte, de 22 anos, teve 80% do corpo queimado; seu amigo Fernando Hirota (22) continuará na Santa Casa

O estudante do curso de Farmácia Aurillo Francine Duarte de 22 anos que teve quase oitenta por cento do seu corpo queimado na explosão de um laboratório da Unigran (Centro Universitário da Grande Dourados) será transferido para Curitiba, no Paraná.

A informação é do estudante José Augusto Duarte Colmam que está na Santa Casa visitando o irmão Aurillo. Segundo ele, o jovem está reagindo bem ao tratamento na Santa Casa e na primeira semana de abril para o Hospital Evangélico de Curitiba para prossegui-lo

José Augusto afirmou que o próximo passo do tratamento consiste na reparação estética das queimaduras e como em Campo Grande não existe um “Banco de Pele” a transferência torna-se necessária. O Hospital Evangélico de Curitiba é referência nacional no tratamento de queimados.

Já o estudante Fernando Hirota, 22 anos, também vítima da explosão continua internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) conforme afirmou seus familiares que estão na Santa Casa. Fernando ainda tem problemas respiratórios e por isso não pode ser transferido para o apartamento, garantiu os familiares.

A explosão aconteceu por volta das 19h30 do dia 11 de março quando os dois estudantes estavam manipulando produtos químicos no laboratório da Unigran.

O primeiro atendimento aconteceu no Hospital Evangélico de Dourados e por causa da gravidade das queimas de segundo e terceiro graus tiveram que ser transferidos para a Santa Casa de Campo Grande.

Jornal Midiamax