Geral

Estudantes colombianos fazem manifestação contra reforma no ensino superior

Várias cidades da Colômbia foram tomadas nesta quinta-feira (10) por protestos de estudantes que reivindicam a suspensão dos planos de reforma do ensino superior no país. O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse que retirará as propostas se as manifestações forem encerradas em todas as cidades. Para os estudantes, a reforma faz parte de uma […]

Arquivo Publicado em 11/11/2011, às 12h15

None

Várias cidades da Colômbia foram tomadas nesta quinta-feira (10) por protestos de estudantes que reivindicam a suspensão dos planos de reforma do ensino superior no país. O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse que retirará as propostas se as manifestações forem encerradas em todas as cidades. Para os estudantes, a reforma faz parte de uma privatização parcial do ensino no país.

Só em Bogotá, capital colombiana, houve 12 manifestações diferentes que, ao final, concentraram-se no centro da cidade. Os protestos continuaram mesmo depois das palavras de Santos. De acordo com o governo, a reforma educacional vai arrecadar os fundos necessários às universidades colombianas.

Houve confrontos entre manifestantes e policiais. Em Bogotá e Cali, foram registrados casos de violência. Santos, porém, optou por um discurso pacífico, apelando aos estudantes que retomem suas atividades, pois podem perder o semestre letivo. Ele lembrou que as manifestações afetam a economia porque paralisam setores essenciais.

O presidente colombiano também convidou os estudantes para conversar com o governo e buscar uma proposta acordada. “É um convite aberto a todos aqueles que protestam, de sentar conosco e outros parceiros do setor. O objetivo é conversar sobre as necessidades do ensino superior, ponto a ponto. Nesse debate aberto todos querem resolver os problemas”, disse Santos.

Com informações da Presidência da República da Colômbia, da emissora pública de rádio da França, RFI, e da BBC Brasil

Jornal Midiamax