Geral

Dourados: Artuzi vota no Jardim Canaã como um “desconhecido” e diz que vai provar a inocência

O ex-prefeito Ari Artuzi votou numa das seções eleitorais instaladas na Escola Sócrates Câmara no Jardim Canaã I onde mora há mais de dez anos. Artuzi chegou num carro de propriedade de seu segurança particular que com adesivos do candidato Murilo Zauith (DEM). Artuzi chegou a Escola acompanhado apenas por seu segurança e não despertou […]

Arquivo Publicado em 06/02/2011, às 16h50

None
452242905.jpg

O ex-prefeito Ari Artuzi votou numa das seções eleitorais instaladas na Escola Sócrates Câmara no Jardim Canaã I onde mora há mais de dez anos. Artuzi chegou num carro de propriedade de seu segurança particular que com adesivos do candidato Murilo Zauith (DEM).

Artuzi chegou a Escola acompanhado apenas por seu segurança e não despertou a atenção dos eleitores. Como um desconhecido Artuzi precisou menos de um minuto para votar e depois concedeu uma entrevista coletiva à imprensa.

O ex-prefeito que ficou preso durante noventa dias e depois renunciou ao cargo disse que foi vitima de uma grande armação e que vai provar a sua inocência.

“Fizeram uma sacanagem comigo”, disse Artuzi que foi preso no dia primeiro de setembro do ano passado pelo Polícia Federal que deflagrou a Operação Uragano que mandou para a cadeia além dele o vice-prefeito Carlinhos Cantor, nove vereadores, secretários municipais, servidores públicos e empresários.

Artuzi atualmente mora num sitio de sua propriedade na região da Linha do Engano na divisa entre os municípios de Dourados e Fátima do Sul onde diz que produz leite e fábrica queijos que depois são vendidos na cidade. Artuzi disse que atualmente a sua renda familiar vem da venda de queijos.

O ex-prefeito não quis revelar para quem votou, mas promete retomar sua carreira política tão logo prove a sua inocência.

Jornal Midiamax