Geral

Corinthians assina acordo e investirá em saúde e educação para ficar com terreno do estádio

Corinthians, Ministério Público e prefeitura de São Paulo assinaram nesta quarta-feira (4) um acordo que resolve um dos principais problemas para o início das obras do futuro estádio do clube. No documento, o Corinthians se compromete a investir R$ 12 milhões em saúde e educação para garantir a liberação do terreno de 200 mil metros […]

Arquivo Publicado em 04/05/2011, às 23h16

None

Corinthians, Ministério Público e prefeitura de São Paulo assinaram nesta quarta-feira (4) um acordo que resolve um dos principais problemas para o início das obras do futuro estádio do clube. No documento, o Corinthians se compromete a investir R$ 12 milhões em saúde e educação para garantir a liberação do terreno de 200 mil metros quadrados em Itaquera, segundo a Agência Brasil.


Um terço dessas contrapartidas socias deve estar concluído até seis meses após a Copa do Mundo de 2014. O restante deverá ser entregue até 2019.  O clube se comprometeu a investir nas áreas de saúde e educação, priorizando idosos, crianças, adolescentes e deficientes.


Entenda o problema


A prefeitura de São Paulo concedeu em 1988 uma área de 200 mil metros quadrados, em Itaquera, para o Corinthians construir o estádio até 1993. Como o clube não cumpriu o combinado, o Ministério Público abriu ação em 2001 para retomar a área.


Nesta quarta, o Ministério Público ressaltou que irá acompanhar a construção do estádio, especialmente os impactos que a obra provocará na região.

Jornal Midiamax