Esportes

São Paulo sofre com o Fluminense e Volpi garante empate na estreia do Brasileirão

O goleiro defendeu um pênalti, fez outras defesas importantes e garantiu o empate

Estadão Conteúdo Publicado em 29/05/2021, às 22h39

Partida ocorreu no Morumbi, casa do São Paulo.
Partida ocorreu no Morumbi, casa do São Paulo. - (Foto: Divulgação/Fluminense)

Contra um possível adversário nas oitavas de final da Copa Libertadores, o São Paulo sofreu. A equipe do técnico argentino Hernán Crespo foi neutralizada pela forte marcação do Fluminense e só não perdeu na estreia do Campeonato Brasileiro, neste sábado, no estádio do Morumbi, na capital paulista, por causa de Tiago Volpi. O goleiro defendeu um pênalti, fez outras defesas importantes e garantiu o empate por 0 a 0.

O São Paulo começou o jogo com uma enorme dificuldade na marcação. A movimentação do ataque do Fluminense confundia o setor defensivo são-paulino. Com três minutos, Volpi já havia trabalhado duas vezes. O duelo entre Abel Hernández, titular no lugar de Fred, e Miranda era interessante. O encontro de dois jogadores com Copa no Mundo no currículo e passagem pela Europa

E os dois participaram de um momento bastante polêmico do primeiro tempo. Abel Hernández, primeiro, foi derrubado na área por Igor Vinícius: pênalti. Então Miranda surgiu para infernizar Nenê, dificultando o posicionamento do adversário na entrada da área (o que é permitido) para execução da cobrança. Foram três minutos de confusão até que o jogador do Fluminense bateu para defesa de Volpi.

O lance que poderia alterar o panorama da partida não surtiu qualquer efeito. O espaço que concedia ao Fluminense na defesa não era o mesmo que conseguia no ataque. O São Paulo esbarrava na forte marcação, que impedia Gabriel Sara e Igor Gomes, os responsáveis pela articulação, de jogarem livremente.

O pior primeiro tempo sob o comando de Crespo fez o treinador modificar o time no intervalo. Rojas entrou. Igor Gomes ficou no vestiário. E foi o Fluminense que teve mais uma chance de abrir o placar, antes do minuto inicial. Martinelli deu ótimo passe para Gabriel Teixeira, que, livre de marcação, chutou para outra defesa de Volpi. A bola ainda tocou na trave.

Apesar de melhorar um pouco, o São Paulo continuava sem incomodar Marcos Felipe, que era praticamente um espectador no Morumbi. Crespo não esperou muito e, aos 11 minutos, colocou Luciano para tentar fazer o que Pablo não conseguiu: levar perigo ao gol do Fluminense. Não funcionou. O ataque era inoperante.

A partida seguiu sem mudanças bruscas no roteiro. O Fluminense era bastante efetivo na marcação e incomodava no contra-ataque. O São Paulo buscava criar. E fez isso aos 40 minutos, em um lance polêmico. Rojas finalizou para fora após cruzamento de Reinaldo na pequena área. Na jogada, o equatoriano foi empurrado por Egídio, mas, após verificação do árbitro de vídeo, nada foi marcado.

Jornal Midiamax