Esportes

Manoel Messias se destaca na corrida, mas termina em 28º no triatlo em Tóquio

O norueguês Kristian Blummenfelt conquistou a medalha de ouro

Estadão Conteúdo Publicado em 25/07/2021, às 22h16

Na foto, o atleta Manoel Messia
Na foto, o atleta Manoel Messia - (Foto: Divulgação/COB)
Em sua estreia em Olimpíadas, o brasileiro Manoel Messias terminou a prova do triatlo em 28º lugar na noite deste domingo, pelo horário de Brasília (manhã de segunda-feira em Tóquio), na Olimpíada. O cearense de 24 anos começou mal, mas se destacou na corrida, impondo forte reação na reta final.

Messias completou a prova, que reúne natação, ciclismo e corrida, em 1h48min11s, a 3min07s do medalhista de ouro, o norueguês Kristian Blummenfelt, que terminou em 1h45min04s. O britânico Alex Yee faturou a prata (1h45min15s), enquanto o neozelandês Hayden Wilde (1h45min24s) conquistou o bronze.

O triatlo compreende 1.500 metros de natação, 40 quilômetros de bicicleta e 10 quilômetros de corrida. Em Tóquio, eram 51 competidores. Messias teve um fraco início de performance, ficando entre os últimos na natação. Até a primeira transição, seguia nas posições finais.

A reação começou na bicicleta. Na segunda e última transição, subiu para o 38º lugar e passou a superar seguidos adversários na corrida até terminar num honroso 28º posto. Atual número 1 do mundo no triatlo, o americano Kevin McDowell decepcionou e foi apenas o sexto colocado, 50 segundos atrás do campeão olímpico norueguês.

Estreante em Jogos Olímpicos, Messias entrou no esporte num projeto social cearense. Nascido em Fortaleza, ele passou a se destacar no triatlo ainda na base. E chegou ao auge em 2015 ao se sagrar campeão mundial júnior. E, logo em seu primeiro ciclo olímpico, o brasileiro obteve a vaga para competir em Tóquio.

Além de Messias, representam o Brasil no triatlo na capital japonesa a cearense Vittoria Lopes e a paulista Luisa Baptista. Assim como o cearense, as duas não chegaram à Olimpíada com status de favoritas.

Jornal Midiamax