Esportes

Já rebaixado, Coritiba marca no fim e derrota Palmeiras em casa

De um lado, o Coritiba, já rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro. Do outro, o Palmeiras, campeão da Copa Libertadores e que se prepara para a decisão da Copa do Brasil, mas que tem ainda os jogos do Brasileirão para disputar e foi para o jogo com um time misto. O resultado não poderia […]

Agência Estado Publicado em 17/02/2021, às 20h55

Assessoria
Assessoria - Assessoria

De um lado, o Coritiba, já rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro. Do outro, o Palmeiras, campeão da Copa Libertadores e que se prepara para a decisão da Copa do Brasil, mas que tem ainda os jogos do Brasileirão para disputar e foi para o jogo com um time misto. O resultado não poderia ter sido outro – um jogo com cara de treino ou amistoso, que terminou com a vitória do time paranaense, por 1 a 0, com gol na reta final da partida válida ainda pela 35ª rodada.

Com 56 pontos, em 6º na tabela, o Palmeiras sofreu a segunda derrota para o Coritiba no Brasileirão. O time ainda perdeu para Goiás e Botafogo fora de casa, e empatou com esses dois times no Allianz Parque. Nesses seis jogos, somou dois pontos de 18 possíveis para equipes que passaram o campeonato inteiro na zona da degola.

Apesar de estar com um time cheio de reservas (pelo menos oito jogadores que começaram a partida geralmente ficam no banco), o Palmeiras dominou o primeiro tempo e aproveitou para “treinar” a marcação alta e a marcação sem a posse de bola. No começo do jogo, Abel Ferreira cobrava movimentação do setor de meio-campo do time paulista, mas a lentidão na transição da defesa para o ataque irritava um pouco o treinador português.

A maratona de jogos do Palmeiras parecia ser a maior inimiga da equipe. O time, que entrará em campo novamente na sexta-feira (21h30, contra o São Paulo, no Morumbi), ainda tenta se virar contra o desgaste dos seus atletas.

A primeira grande chance de gol surgiu apenas aos 33 minutos, quando o Palmeiras até mandou a bola para as redes, mas a jogada foi anulada por impedimento. Empereur arrancou pela intermediária e achou Esteves pela esquerda do ataque. Impedido, o jogador foi à linha de fundo e cruzou. Lucas Lima não dominou e Gabriel Menino mandou forte para o gol, sem chance para o goleiro Arthur. O lance foi anulado sem a necessidade de uso do VAR (árbitro de vídeo).

Até o fim da primeira etapa, o Palmeiras tentou mais dois arremates ao gol de fora da área. Gustavo Scarpa exigiu ótima defesa de Arthur e Gabriel Menino mandou a bola por cima do gol

Na segunda etapa, Abel Ferreira trocou William por Rony. A ideia era explorar a velocidade do atacante, mas nos primeiros minutos a falta de criatividade e os erros de passes minaram qualquer oportunidade de gol das duas equipes.

Aos 15 minutos, Gabriel Menino sentiu uma lesão no tornozelo do pé direito e precisou ser substituído. Abel aproveitou e mandou a campo três jogadores considerados titulares: Luiz Adriano, Raphael Veiga e Patrick de Paula. O problema é que pouco tempo depois, em uma disputa de bola na intermediária, Kusevic se embolou com Osman e acabou expulso pelo árbitro após deixar a mão no rosto do adversário.

Aos 21, em uma falta perigosa, Robson bateu com categoria, mas o jovem Vinicius Silvestre se esticou todo e conseguiu espalmar.

O Palmeiras teve sua melhor chance no jogo aos 29. Raphael Veiga fez ótima jogada pela direita, cortou para o meio e chutou de esquerda. O goleiro Arthur fez mais uma boa defesa.

O jogo se arrastava para um empate sem gols, quando o Coritiba, em uma grande jogada, abriu o placar. Após cruzamento rasteiro da esquerda, Patrick de Paula teve a chance de cortar, mas deixou a bola passar. Jonathan bate de primeira, na entrada da área, e a bola entrou no canto direito, sem chances para Vinicius Silvestre.

FICHA TÉCNICA:

CORITIBA 1 x 0 PALMEIRAS

CORITIBA – Arthur; Jonathan, Rhodolfo, Sabino e Biro; Hugo, Matheus Bueno (Sarrafiore) e Mattheus (Nathan); Robson, Ricardo Oliveira (Osman) e Neilton (Luiz Henrique). Técnico: Gustavo Morínigo.

PALMEIRAS – Vinicius Silvestre; Marcos Rocha, Kuscevic, Alan Empereur e Renan; Gabriel Menino (Raphael Veiga), Danilo (Breno Lopes), Lucas Lima (Patrick de Paula), Gustavo Scarpa (Luiz Adriano) e Esteves e Willian (Rony). Técnico: Abel Ferreira.

GOL – Jonathan, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Renan, Danilo e Neilton.

CARTÃO VERMELHO – Kusevic.

ÁRBITRO – Ramon Abatti (SC).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Jornal Midiamax