Esportes

Fluminense bate Goiás, passa Grêmio e Palmeiras e assume 5º lugar no Brasileiro

O Fluminense assumiu a quinta colocação no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Goiás, por 3 a 0, neste domingo à noite, no Engenhão. Todos os gols foram marcados no primeiro tempo e, com o resultado, o time do técnico Marcão chegou aos 53 pontos, superando Grêmio e Palmeiras, e ficando apenas cinco pontos do São […]

Agência Estado Publicado em 31/01/2021, às 21h58

Assessoria
Assessoria - Assessoria

O Fluminense assumiu a quinta colocação no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Goiás, por 3 a 0, neste domingo à noite, no Engenhão. Todos os gols foram marcados no primeiro tempo e, com o resultado, o time do técnico Marcão chegou aos 53 pontos, superando Grêmio e Palmeiras, e ficando apenas cinco pontos do São Paulo, primeiro time a estar com vaga na fase de grupos da próxima Copa Libertadores.

Já o Goiás, que não conseguiu reagir na partida como fizera na rodada anterior diante do Santos, quando venceu por 4 a 3, após estar perdendo por 2 a 0, permanece com 29 pontos, em 18º lugar, e se aproximou ainda mais do rebaixamento à segunda divisão do Brasileiro.

Os primeiros 45 minutos podem ter sido os melhores do Fluminense neste campeonato. Desde os primeiros momentos, o time procurou ser ofensivo e, por isso, chegou a dar espaços para o Goiás ter duas chances de gol com Shaylon e Fernandão antes dos dez minutos iniciais.

Com o tempo, o veterano Nenê passou a armar com habilidade as jogadas do time das Laranjeiras, que também contou com uma boa dose de sorte para marcar seus gols na primeira etapa.

Apesar de todo o domínio de bola, os dois primeiros gols surgiram em bolas paradas. Aos 16 minutos, Nenê bateu escanteio na direita e o zagueiro Nino subiu bonito para abrir o placar. Aos 25, de novo após escanteio, Martinelli acertou uma bomba de fora da área, a bola bateu na trave direita, nas costas do goleiro Tadeu e entrou.

Em bela atuação, Nenê quase fez um gol histórico aos 30 minutos. Tadeu bateu uma falta na barreira e perdeu o rebote. A bola sobrou para o meia, que experimentou do campo do Fluminense. A bola quicou e passou caprichosamente por cima do travessão.

Mas ainda havia tempo para o terceiro gol. O time carioca pressionou com Nenê e Lucca, mas quem marcou mais uma vez foi Martinelli, aos 36 minutos, após sua finalização desviar na zaga e enganar Tadeu.

Evidentemente, o segundo tempo foi disputado de forma mais morna pelo Fluminense. Os comandados de Marcão voltaram do intervalo mais prudentes e não diminuíram o ímpeto na marcação, o que impediu qualquer tipo de reação do adversário, apesar das entradas de Índio e Daniel Oliveira.

Com o passar do tempo, o Fluminense recuou sua marcação e deixou o Goiás ficar com a bola, mas faltou qualidade e força para os visitantes pelo menos diminuírem o prejuízo. Pelo contrário, no contra-ataque os cariocas por pouco não aumentaram o placar.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 3 X 0 GOIÁS

FLUMINENSE – Marcos Felipe; Calegari (Igor Julião), Nino, Luccas Claro e Egídio; Hudson, Martinelli (André) e Nenê; Luiz Henrique (Caio Paulista), Fred (Samuel) e Lucca (Fernando Pacheco). Técnico: Marcão.

GOIÁS – Tadeu; Taylon (Índio), David Duarte (Iago Mendonça), Fábio Sanches e Heron; Ariel Cabral (Daniel Oliveira), Henrique Lordelo e Shaylon; Fernandão (Miguel Figueira), Rafael Moura e Vinícius (Douglas Baggio). Técnico: Glauber Ramos.

GOLS – Nino aos 16, Martinelli aos 25 e 36 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS – Egídio, Vinícius.

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado sem público.

LOCAL – Engenhão, no Rio.

Jornal Midiamax