Esportes

Com VAR e gol aos 54 minutos, Ponte sofre o empate do Vila Nova na Série B

A partida foi válida pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo Publicado em 02/10/2021, às 22h57

Com o resultado, a Ponte Preta vai a 33 pontos, está na 15ª posição da Série B
Com o resultado, a Ponte Preta vai a 33 pontos, está na 15ª posição da Série B - (Foto: Divulgação/Ponte Preta)

Em jogo que teve polêmica do VAR e com gol de empate marcado aos 54 minutos do segundo tempo, a Ponte Preta empatou por 1 a 1 no confronto direto pela briga contra o rebaixamento com o Vila Nova-GO neste sábado à noite, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A partida foi válida pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O gol de empate do time goiano foi marcado por Pedro Júnior, cobrando pênalti, após o árbitro Adriano Barros Carneiro, do Ceará, consultar o VAR e assinalar toque de mão do zagueiro Fábio Sanches. Rafael Santos fez o gol da Ponte Preta numa cobrança de falta.

Com o resultado, a Ponte Preta vai a 33 pontos, está na 15ª posição da Série B e mantém invencibilidade de oito jogos em casa. O Vila Nova tem um ponto a mais (34), em 14º lugar, e acumula quatro jogos sem perder na competição.

A Ponte Preta pressionou o Vila Nova desde o início do jogo. Aos 17 minutos, Camilo recebeu na área, puxou para o pé direito e bateu rasteiro para a boa defesa de Georgemy. Após este lance, o Vila Nova equilibrou as ações e tomou as rédeas da partida e o goleiro Ygor Vinhas passou a trabalhar.

Aos 28, Alesson bateu forte de fora da área e o goleiro da Ponte espalmou. Um minuto depois, Ygor Vinhas apareceu novamente defendendo cabeçada de Rafael Donato após escanteio.

Apática, a Ponte Preta tinha dificuldade em chegar ao gol do visitante e pouco inspirada no primeiro tempo, pouco criou. O Vila pressionou até o final e saiu para o intervalo merecendo estar a frente do placar.

A Ponte começou o segundo tempo com um volume de jogo melhor e ficava mais com a bola nos pés, mas sem inspiração e com pouca qualidade técnica, não sabia o que fazer com a bola no campo de ataque.

Se não jogava bem, a Ponte Preta foi achar seu gol na bola parada. Aos 19 minutos, Rafael Santos cobrou falta com força, a bola passou no meio da barreira para abrir o marcador.

Após o gol, a pressão do Vila Nova aumentou e Ygor Vinhas novamente apareceu aos 23 minutos, quando Pedro Júnior de cabeça quase marcou, mas o goleiro salvou.

O time goiano tentou até o final o empate Aos 49 minutos, o árbitro consultou o VAR e assinalou pênalti em toque de mão de Fabio Sanches. Pedro Júnior cobrou aos 54 minutos e empatou.

Na próxima rodada, a Ponte Preta joga na terça-feira contra o Avaí, no estádio Ressacada, em Florianópolis (SC). O Vila Nova enfrenta o Remo na sexta-feira, em Goiânia (GO). Os dois jogos são válidos pela 29ª rodada da Série B.

Jornal Midiamax