Esportes

Mick Schumacher chega em 18º no Bahrein e conquista o título da Fórmula 2

A família Schumacher está mais uma vez no topo de uma categoria do automobilismo mundial. Neste domingo, Mick, filho do heptacampeão da Fórmula 1, Michael Schumacher, conquistou o título da Fórmula 2 após terminar em 18º lugar na segunda prova de Sakhir, no Bahrein. O alemão contou com o desempenho ruim do britânico Callum Ilott, […]

Aliny Mary Dias Publicado em 06/12/2020, às 12h05

Foto: Reprodução, Facebook
Foto: Reprodução, Facebook - Foto: Reprodução, Facebook

A família Schumacher está mais uma vez no topo de uma categoria do automobilismo mundial. Neste domingo, Mick, filho do heptacampeão da Fórmula 1, Michael Schumacher, conquistou o título da Fórmula 2 após terminar em 18º lugar na segunda prova de Sakhir, no Bahrein. O alemão contou com o desempenho ruim do britânico Callum Ilott, seu rival na briga pelo campeonato, que foi apenas o 11º.

Piloto da Prema, Mick, de 21 anos, terminou a temporada com 215 pontos, 14 a mais que Ilott, da Uni-Virtuosi, o único que estava na disputa pelo troféu com o alemão filho do lendário piloto da Fórmula 1.

Mick Schumacher concluiu de forma vitoriosa a sua trajetória na Fórmula 2. Em 2021, ele começa sua história na Fórmula 1, como piloto da Haas, que confirmou o nome do alemão nesta semana.

“Estou um pouco cansado agora. Não tenho palavras. É realmente incrível. Vai demorar alguns dias para assimilar. Eu estou muito feliz e grato por tudo isso”, disse Schumacher após a prova. Emocionado, ele se ajoelhou ao lado do carro com as mãos sobre os olhos.

O drama para Mick confirmar o título foi maior do que se esperava. O alemão cometeu um erro de manobra na primeira volta da segunda corrida, precisou frear bruscamente e, como consequência, seus pneus ficaram danificados. Ele falhou em outros momentos na prova e viu seus pneus “fritarem”. Com isso, teve de ir aos boxes para trocar os compostos e seguir na disputa, que não contava com parada obrigatória.

Assim, o piloto da Prema despencou na classificação, mas foi beneficiado pelo performance ruim de Ilott, que precisava chegar ao menos em segundo caso o rival não pontuasse, mas cometeu sucessivas falhas e foi caindo no pelotão até cruzar a linha de chegada em 11º.

O vencedor da prova no autódromo de Sakhir foi o indiano Jehan Daruvala, da Carlin. O japonês Yuki Tsunoda, seu companheiro, terminou na segunda colocação após obter uma linda ultrapassagem na última volta sobre o britânico Dan Ticktum, da Dams, que fechou o pódio. O brasileiro Felipe Drugovich, da MP Motorsport, foi o oitavo na disputa e terminou a temporada em nono.

Jornal Midiamax