Esportes

Goiás vence clássico contra Atlético-GO e sonha em escapar da queda no Brasileiro

O Goiás chegou ao terceiro jogo sem derrota ao vencer o clássico goiano, contra o Atlético, por 1 a 0, na noite desta segunda-feira, no estádio Antônio Accioly, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. De quebra, encostou no Botafogo e pode começar a sonhar em evitar o rebaixamento. Com o resultado, o Goiás segue na […]

Agência Estado Publicado em 07/12/2020, às 21h23

Goiás E.C.
Goiás E.C. - Goiás E.C.

O Goiás chegou ao terceiro jogo sem derrota ao vencer o clássico goiano, contra o Atlético, por 1 a 0, na noite desta segunda-feira, no estádio Antônio Accioly, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. De quebra, encostou no Botafogo e pode começar a sonhar em evitar o rebaixamento.

Com o resultado, o Goiás segue na lanterna, mas agora com 19 pontos, contra 20 do Botafogo, penúltimo colocado, e 25 do Sport, na 16ª posição. O Atlético, também ameaçado, soma 28.

Atlético e Goiás fizeram um jogo muito aguerrido, com muitas faltas e poucas oportunidades de gol. O time da casa tomou a iniciativa, mas só conseguiu ameaçar na bola parada. Chico tentou olímpico, mas parou na defesa de Tadeu. O mesmo meia tentou no lance seguinte, mas novamente parou no goleiro esmeraldino.

O Goiás foi mais eficaz e abriu o placar aos 25 minutos. Jefferson fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Shaylon desviou e a bola ficou com Rafael Moura, que estufou as redes. O Atlético encontrou dificuldades para propor o jogo, deu espaços ao adversário e acabou levando uma derrota parcial para o intervalo.

No segundo tempo, o Atlético esboçou uma pressão, mas levou um “balde de água fria” quando Fernandão fez um golaço por cobertura em Jean. No entanto, o árbitro consultou o VAR e acabou anulando o lance, nada que abatesse o time esmeraldino, que continuou com uma leve superioridade.

Aos poucos, o Atlético foi empurrando o Goiás, mas sem ser muito efetivo. Em uma das melhores oportunidades, Chico arriscou de longe e viu Tadeu fazer um milagre. A pressão continuou, mas o time goiano insistiu nas bolas alçadas dentro da área. Em uma delas, Roberson desviou e mandou na trave.

O final do jogo se transformou em ataque contra a defesa. O Atlético pressionou, mas não conseguiu passar pela marcação do Goiás, que acabou conquistando três pontos importantes na luta contra a degola.

Na próxima rodada, o Atlético visita o Ceará no sábado, às 21h, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). No mesmo dia e horário, o Goiás recebe o Grêmio no Serrinha, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-GO 0 x 1 GOIÁS

ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu (Arnaldo), João Victor, Éder e Nicolas (Roberson); Willian Maranhão (Rithely), Matheus Vargas (Wellington Rato), Gustavo Ferrareis (Danilo Gomes), Chico e Janderson; Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cabo.

GOIÁS – Tadeu; Heron, David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson (Rodrigues); Breno, Ariel Cabral (Daniel Oliveira) e Shaylon; Miguel Figueira (Henrique Lordelo), Fernandão (João Marcos) e Rafael Moura. Técnico: Glauber Ramos.

GOL – Rafael Moura, aos 25 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Arnaldo, Dudu e Willian Maranhão (Atlético); Fábio Sanches, Heron e Ariel Cabral (Goiás).

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (RJ)

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

Jornal Midiamax