Esportes

Arthur estreia e evita derrota do Palmeiras em tarde de Prass quase vilão

GazetaEsportiva O Palmeiras esteve longe de mostrar um futebol vistoso ou agradável na tarde desse sábado, no interior paulista. Lenta e mais uma vez prejudicada pela má fase de Borja, a equipe de Luiz Felipe Scolari arrancou um empate por 1 a 1 no estádio Jorge Ismael de Biasi graças a estrela do estreante Arthur […]

Diego Alves Publicado em 23/03/2019, às 18h06 - Atualizado às 18h11

Foto:
Fernando Dantas
Foto: Fernando Dantas - Foto: Fernando Dantas

GazetaEsportiva

O Palmeiras esteve longe de mostrar um futebol vistoso ou agradável na tarde desse sábado, no interior paulista. Lenta e mais uma vez prejudicada pela má fase de Borja, a equipe de Luiz Felipe Scolari arrancou um empate por 1 a 1 no estádio Jorge Ismael de Biasi graças a estrela do estreante Arthur Cabral e de Fernando Prass, grande responsável pelo gol de Cléo Silva, mas também herói na cobrança de pênalti de Murilo no momento em que o Novorizontino já estava à frente no placar e contou com o VAR para ter a oportunidade de ampliar o marcador.

O resultado mantém tudo igual no confronto das quartas de final. Como o gol fora de casa não é critério de desempate no Campeonato Paulista, terça-feira, no Pacaembu, a partir das 21h (de Brasília), os rivais oriundos do Grupo B novamente terão de buscar qualquer vitória simples se quiserem chegar à semifinal. Nova igualdade resultará em disputa de pênaltis.

O primeiro tempo do confronto talvez tenha sido prejudicado pelo forte calor de 30°C. O Palmeiras, claramente superior na individualidade de suas peças, passava a maior parte do tempo com a bola, enquanto os mandantes tentavam não perder a organização na marcação.

Jornal Midiamax