Esportes

Sem clube, Jean Chera conta com padrinho VIP em sonho de voltar ao Santos

 Meia atacante voltou a viver na Baixada Santista

Isaias Domingues Publicado em 13/07/2015, às 16h46

None
chera.jpg

 Meia atacante voltou a viver na Baixada Santista

Jean Chera já foi a grande esperança do Santos para o futuro. Hoje, o Santos é que se tornou a esperança de Chera para tentar algum futuro no futebol.

Sem clube desde que foi dispensado pelo Cuiabá há dois meses, o meia atacante voltou a viver na Baixada Santista, declarou o sonho de vestir a camisa do Santos mais uma vez e tem um aliado importante para realizar o sonho. Fiel escudeiro do presidente santista Modesto Roma Júnior, o empresário Luiz Taveira tenta convencer o amigo dirigente a dar uma oportunidade para Jean Chera. 

Apoiador da campanha do presidente Modesto há um ano, Taveira tem sido espécie de conselheiro da direção santista e indicado reforços para o Santos. Viajou pela Itália, inclusive, ao lado do mandatário. A ideia do estafe de Jean Chera é que, aos 20 anos, ele tivesse a oportunidade de atuar na equipe sub-23. Em contato com o UOL Esporte, Thiago Taveira admitiu as conversas para tentar realizar a vontade de Jean. Ele é filho de Luiz Taveira e responsável por administrar a carreira de Chera. 

Segundo apurou a reportagem, Modesto Roma não estaria inclinado a dar nova oportunidade para o jovem na Vila Belmiro. A oposição do Santos pressiona o presidente em função da falta de critérios na formação do time sub-23, cujo elenco não é revelado pelo clube e atividades são fechadas até mesmo para a assessoria de imprensa. De acordo com a Espn, o presidente contratou até um goleiro de 29 anos que classificou como revelação do Campeonato Carioca, mas não entrou em campo no Estadual. O time só joga amistosos.Sem clube, Jean Chera conta com padrinho VIP em sonho de voltar ao SantosSem clube, Jean Chera conta com padrinho VIP em sonho de voltar ao SantosSem clube, Jean Chera conta com padrinho VIP em sonho de voltar ao Santos

Luiz Taveira, curiosamente, foi responsável por levar Jean Chera embora do Santos há quatro anos. Na esteira da negociação de Zé Love com o Genoa-ITA, Taveira também colocou Chera no clube italiano, mas ele foi dispensado menos de um ano depois. Desde então, passou por Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, Oeste-SP, CS Universitatea Craiova-ROM e Cuiabá-MT. Deste último, saiu sem completar sequer 45 minutos em campo. 

Em entrevista recente ao jornal A Tribuna, Chera assumiu o sonho de defender o Santos outra vez. “Eu gostaria de voltar. É um clube no qual conheço todo mundo, me dou bem com todos e aprendi a gostar do Santos. Me sinto um pouco perseguido pela imprensa, devido à expectativa criada. Não tive tranquilidade de um menino normal para treinar, trabalhar, ir subindo etapas. Qualquer coisa que sai (na imprensa), aumenta muito e me prejudica”, analisou. 

Jornal Midiamax