Esportes

Nova punição a Neymar cria confusão e contradiz regulamento

O grande problema é que Neymar teoricamente teria que cumprir duas suspensões

Gerciane Alves Publicado em 18/06/2015, às 20h12

None
neymar3.jpg

O grande problema é que Neymar teoricamente teria que cumprir duas suspensões

A Conmebol criou uma enorme confusão por causa da punição a Neymar depois de tudo que aconteceu no jogo contra a Colômbia. A entidade sul-americana fez um anúncio após o jogo, voltou atrás nesta quinta e entrou em contradição com o próprio regulamento da Copa América.

O grande problema é que Neymar teoricamente teria que cumprir duas suspensões: primeiro porque recebeu dois cartões amarelos em partidas diferentes, contra Peru e Colômbia, e depois pela expulsão no final do jogo desta quarta-feira.

Logo depois da partida, pressionada pelos jornalistas, que buscavam um esclarecimento, a Conmebol anunciou que Neymar ficaria fora de duas partidas – contra Venezuela e em um possível jogo pelas quartas de final.

Mas entidade voltou atrás e disse que Neymar está suspenso preventivamente por apenas um jogo. E sequer esclareceu se essa suspensão é por causa dos dois amarelos ou por causa da expulsão – o que só aumenta a confusão e dá brecha para inúmeras interpretações. A CBF, é claro, afirmou que seu entendimento é o mesmo da Conmebol e quer apenas um jogo de suspensão para Neymar. A entidade apresentará uma defesa do atacante nas próximas 24 horas.

O regulamento diz claramente que, nestes casos, o jogador deve cumprir as duas suspensões. “Se um jogador é culpado de conduta antidesportiva grave (em outras palavras, dois cartões amarelos) e é expulso do terreno de jogo (cartão vermelho direto) , toda advertência que tiver recebido previamente no curso da mesma partida manterá sua vigência”, explica o parágrafo 3 do artigo 29 no regulamento da Conmebol.

Contradição à parte, existem apenas duas certezas sobre Neymar: ele está fora do jogo contra a Venezuela, neste domingo, e será julgado pelo Comitê Disciplinar por causa de tudo que foi relatado na súmula – xingamentos ao juiz e agressão ao zagueiro Murillo. Na prática é este julgamento que vai se sobrepor ao regulamento e trazer uma conclusão definitiva para acabar com tanta confusão. O resultado do julgamento será anunciado nesta sexta, por volta das 12h (de Brasília).

Jornal Midiamax