Esportes

MP da Espanha entra com denúncia contra Mascherano por fraude fiscal

Argentino é acusado de ter sonegado € 1,5 milhão (R$ 6,7 milhões) em impostos

Gerciane Alves Publicado em 28/09/2015, às 17h09

None
mascherano_1.jpg

Argentino é acusado de ter sonegado € 1,5 milhão (R$ 6,7 milhões) em impostos

O Ministério Público da Espanha entrou com uma denúncia contra o volante Javier Mascherano, do Barcelona, informou a agência EFE nesta segunda-feira. Ele é acusado de ter sonegado € 1,5 milhão (R$ 6,7 milhões) em impostos entre 2011 e 2012, após transferir seus direitos de imagem a empresas situadas em países de tributações mais flexíveis, segundo o Tribunal de Justiça da Catalunha.

De acordo com a reportagem do jornal espanhol “El País”, Mascherano foi orientado por seus advogados a pagar a quantia ao governo espanhol.  Ainda assim, a investigação por parte da Justiça da Espanha foi inevitável, e o jogador estaria disposto a tentar receber a pena mínima.

Messi e Neymar com problemas semelhantes

O mesmo problema teve Lionel Messi. Em 2013, os Fiscais de Delitos Econômicos da capital catalã apresentaram uma ação judicial contra o jogador e Horacio Messi, seu pai, por fraudarem a Receita do país em mais de € 4 milhões (R$ 17 milhões) em impostos não pagos durante os anos de 2007, 2008 e 2009. À época, o craque se disse inocente e afirmou que cumpre as leis do país.

No Brasil, o desembargador Carlos Muta, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, determinou o bloqueio de R$ 188 milhões de Neymar, acusado pela Procuradoria da Fazenda Nacional de sonegar impostos de 2011 a 2013. Em uma nota oficial, os pais do craque defenderam o filho da acusação de sonegação fiscal.

Jornal Midiamax