Esportes

Fábio ataca torcida do Vasco: ‘depois caem e ficam chorando’

O incidente começou ainda durante o jogo

Diego Alves Publicado em 15/06/2015, às 02h50

None
torcidaponteueberrosariofp.jpg

O incidente começou ainda durante o jogo

Após o apito final da derrota por 3 a 1 para o Cruzeiro , o comportamento da torcida do Vasco, que chegou a atirar um rojão dentro de campo , não passou despercebido pelo goleiro Fábio, que teceu duras críticas e deixou um alerta relacionado aos rebaixamentos cruz-maltinos de 2008 e 2013.

“Isso prejudica todo mundo que vem ao jogo para torcer. Depois o Vasco é punido e cai para a segunda divisão pela punição, aí ficam chorando, acham que é todo mundo contra o Vasco, mas não é isso não”, começou o goleiro cruzeirense. “Os torcedores não colaboram, aí são julgados, fazem com que o clube perca o mando de campo, jogam sem torcida e prejudicam ainda mais o Vasco”, acrescentou.

O incidente começou ainda durante o jogo, com xingamentos e vaias para os jogadores. Com o apito final, um rojão foi atirado ao gramado. O capitão daequipe mineira, no entanto, dificilmente esquecerá a vitória em São Januário, que o levou a alcançar a marca de 634 partidas com a camisa do Cruzeiro – a essa altura, o atleta que mais vezes defendeu o clube na história.

“É importante a dedicação e o trabalho reconhecido ao longo desses anos, estar presente nesta história, junto de tantos outros jogadores, é algo que me deixa feliz. São momentos que vão ficar guardados sempre. Não só na minha memória, mas na de toda a minha família. Até o meu filho veio hoje acompanhar o jogo, por vontade própria dele. Fico muito feliz, com certeza vai ficar marcado na cabecinha dele”, concluiu Fábio.

Jornal Midiamax