Esportes

Dourados é uma das 83 cidades do Brasil que vai receber a tocha olímpica

Nesta semana o prefeito recebeu o convite oficial 

Diego Alves Publicado em 20/06/2015, às 00h29

None
wmx-660x409x4-5584795a0216484f186be274393d803a606ed452a85f2.jpg

Nesta semana o prefeito recebeu o convite oficial 

O município de Dourados está entre os 83 do Brasil escolhidos como “cidade celebração” que, além de fazer parte da Rota do Revezamento da Tocha Olímpica, vai receber um grande evento, que inclui show musical nacional e outras atrações. A escolha de Dourados foi feita por uma equipe do Comitê Olímpico Internacional, responsável pela realização das Olimpíadas de 2016 e anunciada no início do mês de maio, mas em caráter sigiloso, em reunião no gabinete do prefeito Murilo.

Nesta semana o prefeito recebeu o convite oficial do presidente do Comitê Organizador das Olimpíadas, Carlos Arthur Nuzman, para participar da cerimônia de lançamento da rota de revezamento da tocha, que vai acontecer no próximo dia 3 de julho, em Brasília, possivelmente com a presença da presidente da República Dilma Rousseff, no auditório da Fundação Habitacional do Exército.

O encontro em que houve o anúncio da participação de Dourados aconteceu no dia 5 de maio e teve a presença, além do prefeito Murilo, de representantes de vários segmentos da cidade, incluindo organismos de segurança, local, estadual e federal e secretarias municipais. Na oportunidade foi apresentado todo projeto, bem como a programação do evento e a informação de que pessoas da cidade deverão ser escolhidas dentro de critérios a serem ainda divulgados, para fazer a condução da tocha.

Ao todo, 250 cidades vão receber o tour da Tocha Olímpica, mas apenas 83 cidades serão Celebração do evento. A Funed (Fundação de Esportes de Dourados) mantém contato direto com o Comitê Organizador, se informando sobre todos os preparativos para que esse evento seja um momento inesquecível.

Comemoração

O prefeito comemorou muito a inserção de Dourados e ressalta que “Dourados é um ponto estratégico e eles verificaram que a cidade tem uma ótima estrutura turística, com grande número de leitos de hotelaria e restaurantes. O comitê gostou bastante da cidade, de sua estrutura econômica. Estamos muito felizes por ver que nosso trabalho de investimento em infraestrutura e apoio ao desenvolvimento está dando certo e os resultados estão acontecendo”, comemora Murilo. “Nossa cidade cresce, se desenvolve e chama a atenção do Brasil”, acrescenta o prefeito.

As Olimpíadas

Os Jogos Olímpicos de 2016 (XXXI Olimpíada), mais comumente chamada ‘Rio 2016’, será um evento multiesportivo realizado de 5 a 21 de agosto de 2016, no Rio de Janeiro. A escolha foi feita durante a 121ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional, que aconteceu em Copenhague, Dinamarca, em 2 de outubro de 2009. Os jogos acontecem em praças esportivas na Barra, Copacabana, Deodoro e Maracanã. A Paralimpíadas será de 7 a 18 de setembro do mesmo local. O local de abertura e encerramento será no Estádio do Maracanã.

Será a primeira vez que os Jogos Olímpicos serão sediados na América do Sul e a segunda vez na América Latina, depois da Cidade do México 1968. Será também a terceira vez que acontecerão no hemisfério sul, depois de Melbourne 1956 e Sydney 2000.

Serão disputadas 28 modalidades, duas a mais em relação aos Jogos Olímpicos de Verão de 2012. O Comitê Executivo do COI sugeriu as inclusões do rugby sevens e do golfe,2 e foram aprovados durante a 121ª Sessão.3 O programa dos Jogos ainda poderá ser expandido, após o sucesso de novas modalidades incluídas nos primeiros Jogos Olímpicos da Juventude realizados em Singapura em 2010.4

A rota

A partir de maio do próximo ano, a tocha percorrerá 250 cidades brasileiras ao longo de 100 dias. A expectativa dos organizadores é a de que o percurso seja capaz de envolver pelo menos 90% da população brasileira. O modelo da tocha já foi definido. “É um desenho bastante brasileiro, bastante clássico e lindo”, disse o diretor de comunicação do Comitê Organizador da Olimpíada, Mário Andrada. A apresentação, porém, não tem data ainda para acontecer.

O presidente do Comitê, Carlos Arthur Nuzman, disse que a passagem da tocha vai ser histórica para as cidades escolhidas. Durante o revezamento, 10 mil pessoas deverão carregar a tocha olímpica. Ela será acesa em Olímpia, na Grécia, e percorrerá o país europeu durante uma semana antes de desembarcar no Brasil. Até a chegada ao Maracanã, na cerimônia de abertura dos Jogos do Rio, em 5 de agosto de 2016, a tocha terá passado por 250 cidades, incluindo todas as capitais. O percurso terá 20 mil quilômetros de estrada e 10 mil milhas pelo ar ao longo de 25 semanas.

“Vamos ter muitas emoções nesta caminhada e aqueles que tiverem esta oportunidade (de carregar a tocha) estarão escrevendo a história das suas vidas”, diz Carlos Arthur Nuzman. O revezamento da tocha olímpica foi iniciado nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936. Na Olimpíada de Barcelona, em 1992, a Coca-Cola tornou-se patrocinadora do revezamento e desde então esteve em 11 edições, incluindo as dos Jogos de Inverno. Nesta edição, Bradesco e Nissan também patrocinam. Serão os patrocinadores que irão definir o processo de escolha de quem irá conduzir a tocha.

Jornal Midiamax