Cotidiano / Economia

Governo anuncia pagamento bônus para famílias com crianças de até 5 anos

O governo federal deve ampliar o valor pago a famílias do Bolsa Família em breve. Então, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, adiantou que famílias com crianças de até 5 anos receberão um valor adicional. A reformulação do Bolsa Família está nos últimos trâmites e que o governo pretende lançar o projeto no próximo mês. […]

Gabriel Maymone Publicado em 29/01/2021, às 07h29

 Onyx Lorenzoni. (Foto: Divulgação)
Onyx Lorenzoni. (Foto: Divulgação) - Onyx Lorenzoni. (Foto: Divulgação)

O governo federal deve ampliar o valor pago a famílias do Bolsa Família em breve. Então, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, adiantou que famílias com crianças de até 5 anos receberão um valor adicional. A reformulação do Bolsa Família está nos últimos trâmites e que o governo pretende lançar o projeto no próximo mês.

A declaração do ministro foi feita na quinta-feira em uma entrevista concedida ao programa de José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes.

O objetivo do governo é garantir a essas crianças melhores condições nutricionais, já que isso impacta diretamente no desenvolvimento.

Programa

O Bolsa Família irá atender no mês de fevereiro 14,3 milhões de famílias. Esse é o maior número já atendido pelo programa desde sua criação em 2003. Essa alta no número de famílias em situação de vulnerabilidade social está diretamente ligada aos impactos gerados pela pandemia de Covid-19.

O ministro não detalhou as mudanças que o Bolsa Família irá receber n o próximo mês, pois elas ainda não estão definidas e esperam a aprovação do Orçamento anual que deve ser votado pelo Congresso Nacional.

A ideia é que o Congresso aprove e permita uma ampliação nos recursos destinados para o programa de assistência social, tão importante para os brasileiros em situação de extrema pobreza, principalmente, diante da 2ª onda da Covid-19.

Diante disso, o ministro da Cidadania disse que não iria falar sobre as sugestões de ampliação do programa, porque pode ser que não venha a acontecer ou que seja alterado. Dessa maneira, a estratégia do governo é não colocar o “carro na frente dos bois”.

Onyx também falou sobre a pressão que o governo vem sofrendo para a prorrogação do auxílio emergencial e disse que o país está sofrendo com falta de dinheiro e que neste momento é preciso esperar o efeito das mudanças do Bolsa Família, para assim, saber o que deve ser feito nos próximos meses.

“Não temos mais dinheiro, esse é o grande problema. Nós fomos no limite”, afirmou o Ministro da Cidadania. Na ocasião, ele também lembrou do lançamento do programa de microcrédito digital para as pessoas que estavam recebendo o auxílio emergencial.

Jornal Midiamax