Cotidiano / Economia

Com FGTS destinado às dívidas, Dia dos Namorados pode ser fraco

Movimento é tímido no Centro

Midiamax Publicado em 10/06/2017, às 15h14

None

Movimento é tímido no Centro

Casaco a R$ 12, óculos na promoção e até churros na porta da agência. Nada disso chama mais a atenção do que o pagamento de contas para quem foi realizar o saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), no Centro de Campo Grande. A Agência localizada na Rua 13 de Maio está lotada, neste sábado (10), mas o movimento de compra para o Dia dos Namorados ainda é baixa.

A quantidade de ofertas é absurda, mas a de dívidas é muito maior, afirma a dona de casa Rosana Sanches, de 46 anos. Acompanhada do marido a campo-grandense saiu de uma na Avenida Bandeirantes para fugir das filas, mas pegou uma maior no centro.

“Eu e meu marido vamos sacar. Passei primeiro em uma próximo de casa e decidimos vir para cá, pois é a minha agência, mas aqui está mais cheio. O que importa é que vamos pagar contas atrasadas”, disse Rosana.

Com o cartão do Bolsa Família, a copeira Camila Lara, de 25 anos, preferiu ‘encarar’ a fila na lotérica. “Cheguei às 8h na lotérica saquei e agora estou acompanhando minha amiga”, disse a copeira que também deve o usar o dinheiro para quitar dívidas.

A queda na temperatura ou o endividamento? Para a vendedora Débora Bezerra de Souza, de 30 anos, o frio ainda é o responsável por tirar a ‘clientela’ das ruas. “As mães compram muito, afinal os filhos precisam, mas acredito que o frio prejudicou muito minhas vendas”, disse.

Com FGTS destinado às dívidas, Dia dos Namorados pode ser fraco

Quem pode sacar

Pode fazer o saque quem teve contratos de trabalho encerrados até 31 de dezembro de 2015. O pagamento das 49,6 milhões de contas inativas tem seguido um calendário específico, que leva em conta o mês de aniversário do trabalhador. No mês que vem, poderão fazer o saque os nascidos em dezembro.

Independentemente das próximas datas, e dos lotes anteriores, a data-limite para saque de todos os trabalhadores é 31 de julho, de acordo com a Caixa.

Direito ao saque

O trabalhador que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas. Lá, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.

Ao todo, 30,2 milhões de trabalhadores serão contemplados durante o calendário e devem resgatar pouco mais de R$ 43 bilhões, segundo estimativas do governo.

Jornal Midiamax