Cotidiano / Economia

Administradores judiciais da Usina São Fernando tranquilizam credores

O vice-prefeito Marisavaldo Zeuli coordendou a reunião com a participação de representantes de vários segmentos.

Midiamax Publicado em 30/06/2017, às 19h46

None

O vice-prefeito Marisavaldo Zeuli coordendou a reunião com a participação de representantes de vários segmentos.

O vice-prefeito de Dourados, Marisvaldo Zeuli, acompanhado de secretários municipais e do vereador Braz Melo, esteve na quinta-feira (29) com os administradores judiciais da Usina Fernando e foi informado de que o funcionamento da empresa está normal e que a indústria não vai fechar.

A visita surgiu a partir de uma preocupação da prefeita Délia Razuk, por conta de comentários de que a empresa iria suspender sua produção. Diante do impacto que o fechamento das portas da indústria traria para a cidade a prefeita preferiu conferir as informações diretamente com a direção da empresa.

Representando a prefeita Délia, Marisvaldo conversou com os dois responsáveis pela administração da São Fernando designados pela justiça, Rafael Vicenzi e Vinicius Coutinho e com o presidente do Sindicato da categoria Açúcar e Álcool, Donizete Aparecido Martins, que também acompanha todo esse processo de transição da empresa.

Eles fizeram um relato do que está em execução e informaram que foi reelaborada uma programação, a qual está sendo cumprida, principalmente em relação a pagamento de dívidas com funcionários e fornecedores. Eles disseram ainda que na sexta-feira (30), produtores estariam recebendo mais uma parcela de seus créditos.

Ao vice-prefeito eles lembrara que o procedimento judicial permitiu o processo de falência com a indústria em funcionamento e isso tem feito com que parte dos credores sejam beneficiados com o próprio resultado da produção e os trabalhadores permaneçam com seus empregos.

Os administradores adiantaram ainda que existem dois investidores interessados em assumir a indústria e, pela programação da justiça a expectativa é de que num período de seis a oito meses essa transação seja efetivada independente de quem adquirir a São Fernando.

Para a equipe que está à frente das negociações, o importante é que todo o dinheiro da venda da indústria ficará no município, já que esse recurso será utilizado no pagamento de débitos com credores.

Para Marisvaldo se trata de uma notícia de extrema importância para o município e ainda, demonstra o resgate da credibilidade do empreendimento. Para as secretárias de Governo Patrícia Donzelli Bulcão e, de Desenvolvimento Econômico Rose Anne Vieira, é uma ótima notícia para Dourados.

São Fernando

A usina teve sua falência decretada pelo juiz Jonas Hass, de Dourados, no dia 8 de junho, tomando como base a falta de pagamento aos seus credores. No local são aproximadamente 2 mil pessoas que dependem direta ou indiretamente da empresa.

Jornal Midiamax