Cotidiano / Economia

Com alta, preço da gasolina pode chegar a R$ 3,60 em Campo Grande

Aumento no ácool

Diego Alves Publicado em 28/10/2016, às 22h22

None
tanque-vazio-estraga-bomba_1.jpg

Aumento no ácool

Com o reajuste nas distribuidoras, o valor da gasolina e outros combustíveis deve subir nos próximos dias na bombas de Mato Grosso do Sul. De acordo com o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de MS), as distribuidoras já estão comercializando o litro da gasolina aos postos em todo o Estado com reajuste que varia entre R$ 0,03 e R$ 0,05.

O aumento, segundo as distribuidoras, ocorre em virtude do aumento do preço do álcool anidro, que representa 27,5% da composição do litro da gasolina comum. Ainda segundo o Sinpetro/MS, o litro do álcool anidro vem sendo reajustado quase que semanalmente pelas usinas em virtude da entressafra da cana-de-açúcar.

Responsáveis por postos de gasolinas na Capital disseram que os postos que vendem a R$ 3,29, poderá passar a vender por até R$ 3,49. Já os postos que vendem a R$ 3,49 poderá passar a ter o preço de R$ 3,60 nas bombas.

A Cotepe (Comissão Técnica Permanente) já havia informado que a gasolina terá aumento em novembro ao consumidor final de R$ 0,04 (de R$ 3,553 para R$ 3,590), óleo diesel R$ 0,06 (de R$  3,207 para 3,2604) e o diesel S10, R$ 0,02 (de R$ 3,3886 para R$ 3,407). O etanol hidratado deve ter a maior elevação de preço: R$ 0,13 (de R$ 2,697 para 2,828).
Ainda segundo o Confaz, o reajuste poderá ser aplicado pelos donos de postos de combustíveis a partir de 1° de novembro. O aumento acontece 15 dias depois de a Petrobras anunciar queda no prelo dos combustíveis nas refinarias: 3,2% (gasolina) e 2,7% (diesel). 

Jornal Midiamax