Cotidiano / Economia

Abate da Associação Novilho Precoce sobe 19% em MS e bate recorde em 2015

Foram abatidos 171 mil animais

Midiamax Publicado em 03/02/2016, às 16h38

None
novilho_precoce.jpg

Foram abatidos 171 mil animais

O abate de novilho precoce, animais com média de 30 meses, subiu 18,8% em MS entre criadores da Associação Sul-Matogrossense dos Produtores de Novilho Precoce. Foram abatidos 171.107 animais, um recorde histórico.

Em 2015 foram abatidos 90.920 fêmeas e 80.187 machos. Para ser considerado 'precoce', um animal macho precisa ter mais de 15 arrobas. As fêmeas precisam ter mais de 12 arrobas, ambos com acabamento mínimo de 3 milímetros de gordura.

Cada arroba de carne que se enquadrou nesses critérios gerou em 2015 um plus médio ao produtor de R$ 3,23 na fêmea e R$ 2,20 no macho.

Segundo o presidente da entidade, Carlos Furlan, estes números são reflexo de três fatores: o aumento no número de associados (eram 174 em 2010 e chegamos a 383 em 2015), o estabelecimento de novas parcerias comerciais e o trabalho árduo na produção de gado de qualidade, com sustentabilidade e regularidade. “A Novilho Precoce MS é constantemente mencionada por especialistas e representantes da indústria como modelo de eficiência. Isso nos enche de orgulho, mas não nos acomoda. É preciso aprimorar-se sempre, buscar e levar conhecimento ao produtor, para que possamos manter o reconhecimento que alcançamos”, disse Furlan. 

Jornal Midiamax