Cotidiano / Economia

Restituição do imposto de renda deve injetar R$ 29 milhões no Estado

Ao menos 23 mil contribuintes no Estado devem receber a restituição 

Thatiana Melo Publicado em 12/08/2015, às 13h54

None
imposto_de_renda.jpg

Ao menos 23 mil contribuintes no Estado devem receber a restituição 

Com a restituição do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) aos mais de 23 mil contribuintes em todo Mato Grosso do Sul deve ser injetado em torno de R$ 29 milhões no Estado, no próximo dia 17 de agosto. A consulta ao lote deve ser feita pelo site da receita federal.

As restituições do imposto de renda também contemplam as restituições de 2008 a 2014. E devem ficar disponíveis por um ano no banco, e caso o contribuinte não faça o resgate neste prazo, deve fazer o pedido por meio da internet.

Para o economista Thales Campos, a restituição do imposto de renda em um primeiro momento deve amenizar as consequências econômicas. “Com a economia muito instável, o comércio que é o grande interessado no recebimento deste dinheiro, não vai ter o que comemorar”, fala Thales.

De acordo com o economista o dinheiro das restituições deve servir para pagar as contas em atraso ou para atender necessidades de alguns consumidores, como a compra de algum bem que não pode ser adquirido devido à situação financeira.

“O momento é de planejamento e de guardar dinheiro”, explica Thales que ainda afirma que quem já gastou pensando na restituição vive um descontrole financeiro. “Para quem já gastou antecipadamente as consequências serão as piores”, ressalta Thales Campos.

O contribuinte pode acessar o site da receita, através do endereço www.receita.fazenda.gov.br. O contribuinte também poderá contatar pessoalmente as informações pelo Banco do Brasil ou ligar para a central de atendimento pelo telefone 4004-0001.

Jornal Midiamax