Cotidiano / Economia

Falta pouco para encerrar a semeadura do algodão adensado em MS

O clima colaborou e o plantio está sendo executado com sucesso

Clayton Neves Publicado em 13/02/2015, às 18h43

None
0afaad95f18e32507dbb5f50e1cea30d667.jpg

O clima colaborou e o plantio está sendo executado com sucesso

Nesta quarta-feira (11), o Programa Fitossanitário do Algodão de Mato Grosso do Sul da Ampasul (Associação Sul-mato-grossenses dos Produtores de Algodão) publicou mais um relatório.

Nele os engenheiros agrônomos monitores e o coordenador técnico do programa, Danilo Suniga de Moraes informam que o plantio do algodão adensado, ou segunda época, no Estado já está quase concluído e os primeiros talhões semeados com algodão safra na fase reprodutiva. Apenas no Município de São Gabriel do Oeste, que 20% da área total de 1.530, hectares falta semear.

A região de Costa Rica e Alcinópolis obtêm 20.684 hectares de algodão, sendo 15. 986 hectares com algodão safra e 4698 hectares com algodão de segunda safra. Isso representa 64% de todo o algodão cultivado no Estado. O uso de reguladores de crescimento, nas áreas com algodão safra já está sendo realizado na região.

O clima colaborou e o plantio está sendo executado com sucesso. Outro benefício proporcionado pelo tempo de poucas chuvas é o controle das pragas e doenças, o que proporciona lavouras de bom desenvolvimento vegetativo.

O bicudo continua presente em todas as regiões produtoras do fio natural e os produtores realizam o manejo adequado para garantir a lavoura.

Jornal Midiamax