Cotidiano / Consumidor

TVs e celulares disparam como os mais procurados para a Black Friday em Campo Grande

Lojistas apontam que procura já começou e que consumidor quer comparar preços

Mylena Rocha e Gabriel Neves Publicado em 11/11/2021, às 08h01

Consumidores já estão comparecendo nas lojas para apurar preços.
Consumidores já estão comparecendo nas lojas para apurar preços. - Marcos Ermínio/Midiamax

A poucas semanas da tão esperada Black Friday, o movimento de consumidores já começou no centro de Campo Grande. Em busca de descontos em produtos mais caros, como TVs e celulares, os clientes já começaram a pesquisar os preços para analisar e garantir uma boa promoção. A expectativa dos lojistas na Capital é de aumento nas vendas.

Gerente de uma loja de eletrônicos, Everton Santos enfrenta sua terceira Black Friday e acredita que a deste ano será a melhor nas vendas. “Este ano vai bombar, vai ser melhor do que as outras”, disse. 

Santos explica que a loja já reforçou os estoques para atender os consumidores e aponta que a data costuma ter uma procura maior de itens mais caros. Para ele, a Black Friday é a oportunidade do consumidor adquirir um produto muito desejado por um bom preço.

“Geralmente, os [produtos] que mais saem são os celulares de R$ 1 mil a R$ 1,5 mil. Tem celular de R$ 1,5 mil que cai o preço para R$ 1.099”, explica. Ele afirma que a pré-Black já começou, mas os preços devem cair ainda mais na Black Friday. 

Lojas já preparam estoques para Black Friday e lançam promoções para aquecer movimento. (Foto: Marcos Ermínio)

Outro gerente com boas expectativas é Elieser Lucas dos Santos. Ele trabalha em uma loja de eletrodomésticos e afirma que a expectativa é de que as vendas sejam boas, mas não espera um ‘boom’ de clientes. O movimento não deve ser incrível por conta da pandemia e o mercado retraído, explica. “O carro-chefe vai ser a venda de celulares, o mais barato sai por R$ 600 e o mais caro por R$ 2 mil”, comentou. 

Mesmo às vésperas da Black Friday, o movimento já aumentou e os clientes passam pela loja para apurar os preços e fazer uma pesquisa completa. “Também esperamos vender bastante fogão, temos de R$ 800 a R$ 2 mil”.

O segmento de vestuário também não deve ficar de fora das promoções. Andrei Pereira é gerente de uma loja de calçados e afirma que a expectativa é alta para o pós-pandemia. A loja já preparou os estoques e a divulgação para as promoções de Black Friday. “Os tênis de corrida são os que mais vão sair. Eles são mais caros, então o pessoal aproveita para comprar com desconto”, relata. 

Celulares estão entre os itens mais buscados. (Foto: Marcos Ermínio)

E no online, como estão as promoções? 

De olho nas promoções da Black Friday, a reportagem do Jornal Midiamax também fez uma ‘ronda’ pelos sites de venda mais populares. No e-commerce, o aquecimento para a Black Friday já começou e há promoções desde celulares até mesa de jantar.

No site da Magazine Luiza, há liquidificador da Mondial saindo de R$ 239 por R$ 169. Há também ofertas de Samsung Galaxy A32 (de R$ 1.999 por R$ 1.532); Notebook Dell (de R$ 4.499 por R$ 3.161); Airfryer (de R$ 539 por R$ 359); TV Samsung 43 polegadas 4K (de R$ 3.999 por R$ 2.992), entre outros. 

Na Casas Bahia, há ofertas de mesa de jantar (de R$ 899 por R$ 599); batedeira (de R$ 139 por R$ 109); sofá (de R$ 1.199 por R$ 799), cama box (de R$ 649 por R$ 569), entre outros.

Na Amazon, as promoções incluem celular Samsung Galaxy A03s (de R$ 1.169 por R$ 899); Tablet Samsung (de R$ 1.610 por R$ 1.469); aspirador vertical (de R$ 244 por R$ 214); escrivaninha (de R$ 789 por R$ 749); além de artigos diversos, como livros, artigos de beleza, cozinha, brinquedos, entre outros. As promoções podem variar conforme a disponibilidade nos sites.

Jornal Midiamax