Cotidiano / Consumidor

Mãe faz alerta ao encontrar bolinho lacrado e na validade com mofo em Campo Grande

Bauducco informou que está à disposição para recolher o produto e reembolsar cliente

Mariane Chianezi e Gabriel Neves Publicado em 10/11/2021, às 14h26

None
Fala Povo, Midiamax

Uma consumidora em Campo Grande se surpreendeu ao comprar bolinhos para servir de lanche aos filhos e receber mensagem da escola, informando que o alimento estava estragado nesta terça-feira (9). Os produtos, que apresentam data de vencimento para o próximo mês, estavam mofados.

Ao Jornal Midiamax, a moradora disse que comprou os bolinhos no Supermercados Comper na Avenida Tamandaré na segunda-feira (8). “Ontem mandei esse bolinho na lancheira dos meus filhos e a professora me mandou uma foto me mostrando como estava. Por sorte ele não abriu sozinho e comeu. Se tivesse comido poderia estar internado em um hospital com infecção alimentar”, disse a mãe do menino de 2 anos.

Ela relatou que compra sempre os produtos para mandar como lanche aos filhos e essa foi a primeira vez que isso aconteceu. No total, ela havia comprado oito bolinhos e, segundo ela, o marido retornaria ao estabelecimento para trocar os produtos.

À reportagem, a assessoria de imprensa da Bauducco, marca dos bolinhos, disse que está à disposição da cliente para recolher o alimento e ressarcir a família. Confira a nota na íntegra:

A Bauducco lamenta o ocorrido e solicita que o consumidor entre em contato por meio do SAC, no telefone: 0800 701 1599 ou no link do site: https://www.bauducco.com.br/faq para que a empresa faça o recolhimento do produto para análise e o ressarcimento ao cliente. O canal também é recomendado para qualquer reclamação, dúvida ou demais esclarecimentos em relação aos produtos da marca.

A empresa esclarece ainda que dispõe de equipe especializada, realizando minuciosas inspeções em todas as unidades fabris, respeitando os processos de fabricação e garantindo certificações nacionais e internacionais de padrão de qualidade pelos órgãos regulamentadores da produção de alimentos”.

A reportagem também acionou o Supermercado Comper, que respondeu, afirmando que até a manhã do dia 11 de novembro, a cliente não havia procurado o supermercado para trocar os produtos. Confira a nota:

"O Comper reitera seu compromisso com os padrões sanitários e qualidade de seus produtos. A rede de supermercados Comper informa que, caso haja problema com algum produto vendido em nossas unidades, mesmo dentro do prazo de validade, os clientes podem devolver ou trocá-lo por outras mercadorias do mesmo valor, mediante apresentação da nota fiscal, no prazo de 30 dias, contados a partir da data da compra. Até o momento, não recebemos nenhum contato da cliente na loja do Comper Tamandaré e estamos à disposição", disse.

*Matéria atualizada às 12h50 de 11/11 para acréscimo de informação

Jornal Midiamax