Cotidiano

Vacinação contra a Covid-19 em crianças proporciona volta às aulas de forma mais segura, diz secretário

Comunidade Tia Eva foi o primeiro local de Campo Grande a receber as doses infantis da vacina

Renata Volpe e Danielle Errobidarte Publicado em 15/01/2022, às 09h47

Vacinação contra Covid-19 em crianças iniciou neste sábado (15)
Vacinação contra Covid-19 em crianças iniciou neste sábado (15) - Leonardo de França, Jornal Midiamax

A vacinação entre crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, que iniciou neste sábado (15), proporciona o retorno às aulas de uma forma mais segura, de acordo com o secretário de saúde de Campo Grande, José Mauro.

Na comunidade Tia Eva, por volta das 8h30 cerca de 40 senhas já tinham sido distribuídas para as crianças quilombolas. No local, o secretário reforçou a importância da vacinação. “Os pais devem acompanhar as crianças ou o responsável legal junto com declaração de autorização dos responsáveis”.

Ainda conforme o secretário, as doses recebidas pelo município na última sexta-feira (14) são para crianças com comorbidades, indígenas e quilombolas. Campo Grande recebeu cerca de 4 mil doses. “Para a vacinação, é preciso apresentar laudo especificando a comorbidade”.

Voltas às aulas

José Mauro fez um apelo pela mobilização dos pais para levarem os filhos para se imunizarem. “É preciso que os pais se mobilizem porque o foco é no retorno às aulas. A recomendação é que a segunda dose seja no intervalo de 8 semanas, isso vai coincidir com a abertura das escolas”.

A vice-presidente da comunidade, Lúcia da Silva, de 59 anos, afirmou ao Jornal Midiamax que a Covid-19 está atingindo mais moradores do local atualmente, do que durante o pico da pandemia, em 2020 e no ano passado. “Mesmo assim, não temos registro de casos em crianças. A gente pede para que os pais vacinem seus filhos e ficamos gratos por nossa comunidade receber as primeiras doses”.

Jornal Midiamax