Cotidiano

Com 60% da obra concluída no Parque dos Poderes, trabalhos seguem da Afonso Pena até o Condomínio Beirute

Revitalização soma investimento de R$ 18,9 milhões

Karina Campos Publicado em 13/01/2022, às 08h20

None
(Foto: Divulgação/Agesul)

A Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) informou, nesta quinta-feira (13), que 60% das obras de revitalização no Parque dos Poderes estão concluídas. Nos próximos 15 dias, os trabalhos acontecem da Avenida Afonso Pena ao Condomínio Beirute.

Conforme a agência, cerca de 70% dos pontos de ônibus já foram instalados, ainda faltando a colocação dos bancos. Já a restauração do asfalto foi concluída da rotatória do Condomínio Beirute até o Comando da Polícia Militar, seguindo até o início da Avenida Mato Grosso.

Na expectativa dos ciclistas, as ciclovias no meio dos canteiros já foram colocadas em 80% do trecho da rotatória do Condomínio Beirute até a Avenida Mato Grosso. Junto com elas, a realização do paisagismo e colocação de parte do mobiliário urbano, entre eles a instalação de bancos nos canteiros, assim como as lixeiras. As rampas de acesso aos cadeirantes também estão sendo implantadas.

[Colocar ALT]
(Foto: Ademir Rodrigues)

Parte dos guarda-corpos também já foi instalada, que vai separar a calçada do estacionamento. Segundo a Agesul, nos próximos meses ainda serão instalados os espaços de convívio, entre eles o que ficará na rotatória da Avenida Mato Grosso, que vai contar com quatro a cinco bancos e estação de ginástica.

Em paralelo à obra, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) está fazendo a troca de sinalização vertical (placas), assim como a pintura horizontal, para contribuir com o acesso e o trânsito local.

Já estão concluídas as obras no estacionamento em frente à Governadoria até a SED (Secretaria de Estado de Educação), na Avenida do Poeta, e da PGE (Procuradoria-Geral do Estado) até a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), na Avenida Desembargador José Nunes da Cunha.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, explicou que o complexo estadual está tendo uma merecida reforma após 40 anos. “É o local que une o poder público, em seu trabalho diário, sendo um local de tomada de decisões, e aberto às famílias campo-grandenses”.

Com R$ 18,9 milhões investidos, a revitalização começou em junho de 2021, após 40 anos sem mudanças. A previsão é de que o parque receba restauração do pavimento, ciclovias, paisagismo, estacionamentos, drenagem, pistas de caminhada, novos pontos de ônibus, urbanização e calçadas com acessibilidade.

(Com informações da assessoria de imprensa).

Jornal Midiamax