Cotidiano

VÍDEO: No 1º dia de ‘fecha tudo’, passageiros enfrentam micro-ônibus lotado em Campo Grande

Nesta segunda-feira (22), primeiro dia do decreto que antecipa os feriados em Campo Grande, trabalhadores de serviços essenciais tiveram que enfrentar ônibus do Consórcio Guaicurus lotados na rotina para chegar ao trabalho logo cedo. “Chamo de linha do Covid”, disse uma das usuárias do transporte. Trabalhando em uma clínica médica que não deve parar nesta […]

Karina Campos Publicado em 22/03/2021, às 07h25 - Atualizado às 15h54

(Foto: Leitor Midiamax)
(Foto: Leitor Midiamax) - (Foto: Leitor Midiamax)

Nesta segunda-feira (22), primeiro dia do decreto que antecipa os feriados em Campo Grande, trabalhadores de serviços essenciais tiveram que enfrentar ônibus do Consórcio Guaicurus lotados na rotina para chegar ao trabalho logo cedo. “Chamo de linha do Covid”, disse uma das usuárias do transporte.

Trabalhando em uma clínica médica que não deve parar nesta semana, Leonardo Dias Mendonça registrou imagens do coletivo Vespasiano Martins, onde na metade da rota para o terminal já estava cheio e, com a lotação, outros trabalhadores tiveram que esperar outro ônibus nos pontos de ônibus, por conta da capacidade do ônibus.

“Um absurdo o que fizeram hoje no primeiro dia. Colocaram um micro-ônibus, sendo que ele abrange toda Morado do Sol, Vespasiano Martins, Los Angeles, Residencial Terra Morena, Radialista e Guaicurus”, disse.

Já a atendente de padaria Renata Fonseca intitula o coletivo: “Parece uma lata de sardinha. Não cabe mais ninguém e ainda tem gente apertado na catraca”, disse, também se referindo a linha 109- Vespasiano Martins.

A empregada doméstica, Clarice Ferreira, de 41 anos, conta que necessita se locomover de coletivo diariamente; mesmo usando máscaras e evitando ficar próxima a outros passageiros, sente medo  da doença.

“Chamo de ‘linha do Covid’. O ônibus está lotado, não temos nem espaço para se mexer. Além disso, os pontos também estão cheios. Está cada vez pior”, reclama.

Confira o vídeo:

Jornal Midiamax