Cotidiano

Tempestade deixa rastro de destruição e até suspende aulas em cidade de MS

Três Lagoas registrou ventos de até 72 km por hora

Mylena Rocha Publicado em 04/10/2021, às 10h37

Chuva destelhou casas e até derrubou paredes.
Chuva destelhou casas e até derrubou paredes. - Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas

A tempestade do fim de semana deixou rastro de destruição na cidade de Três Lagoas, a 323 km de Campo Grande. O vendaval derrubou árvores, destelhou residências, causou a queda de muros e até paredes de comércios. Após os impactos causados pelo temporal, até as aulas na rede municipal foram suspensas. Nesta segunda-feira (4), os esforços têm sido empenhados para fazer os reparos. 

[Colocar ALT]
Também houve queda de granizo na cidade. (Foto: Prefeitura de Três Lagoas)

Três Lagoas registrou vendavais na sexta (1º) e no domingo (3), com ventos que chegaram a 72 km por hora. A cidade ainda registrou a queda de 2,8 mil raios e acumulado de chuva de 54 mm no fim de semana, segundo o meteorologista Natalio Abrahao Filho da Estação Meteorológica Uniderp. 

A Prefeitura da cidade explica que houve também a queda de granizo, o que causou ainda mais estragos. Conforme relatório da Defesa Civil, os órgãos de emergência envolvidos nos trabalhos de assistência registraram 14 quedas de árvores, cinco destelhamentos, uma chamada de queda total e duas de queda parcial de postes de energia elétrica, dois rompimentos de fios da rede de energia e dois desmoronamentos, além de um auxílio de colchões e lona junto a Secretaria Municipal de Assistência Social, devido ao destelhamento de uma residência.

Os bairros mais atingidos foram Vila Alegre, Vila Nova, São João e Quinta da Lagoa. “Estamos entrando num período de tempestades isoladas e, com isso, é necessário redobrar a atenção à previsão do tempo e alertas da Defesa Civil e outros órgãos de segurança”, comentou o coordenador da Defesa Civil Municipal, Welton Alves. 

Aulas suspensas

A Semec (Secretaria Municipal de Educação e Cultura) ainda teve que suspender as aulas na maioria das escolas da rede municipal por conta dos estragos causados pelo temporal.

“Operarão normalmente a Escola Municipal Irmã Scheilla, pois já passou por reparos necessários e que atende alunos da Zona Rural, e a Escola Municipal de Educação no Campo Antônio Camargo Garcia (Vera Cruz) que não sofreu danos”, informou a secretaria. 

Jornal Midiamax