Cotidiano

SES deve pedir mais doses de vacina contra coronavírus para atender ‘brasiguaios’

Secretário diz que sul-mato-grossenses que vivem no Paraguai ou Bolívia costumam recorrer ao SUS para vacinação

Mylena Rocha Publicado em 12/04/2021, às 11h32

Estado pede doses extras ao Ministério da Saúde.
Estado pede doses extras ao Ministério da Saúde. - Leonardo de França/Midiamax

Mato Grosso do Sul irá solicitar doses extras de vacina para atender os ‘brasiguaios’ na campanha de imunização contra o coronavírus. A informação foi divulgada na live da SES (Secretaria de Estado de Saúde) nesta segunda-feira (12). O Estado também deve pedir ‘kits intubação’ para atender os pacientes internados. 

O secretário Geraldo Resende explicou que MS deve pedir um quantitativo maior de vacinas contra o coronavírus para atender as cidades na faixa de fronteira. Ele explica que sul-mato-grossenses que vivem nos países vizinhos costumam recorrer ao SUS (Sistema Único de Saúde) para imunização. 

“Muitos brasileiros que vivem no Paraguai, têm suas atividades no Paraguai, os chamados ‘brasiguaios’, ou também os que vivem na Bolívia, cidadãos com dupla nacionalidade, em todas as campanhas recorrem ao Brasil para fazer sua imunização”, disse Resende. 

O secretário também citou que fará pedido ao Ministério da Saúde por ‘kits intubação’. “Haveremos de pleitear o kit intubação, todos os dias vivenciamos a angústia da falta destes medicamentos, queremos ter pelo Ministério uma resposta mais adequada para enfrentar a situação da falta desses medicamentos no Estado”, afirma.

Jornal Midiamax