Cotidiano

Sem trabalhar por causa de hérnia, morador de Campo Grande pede ajuda para comprar comida

Família também pede doação de R$ 250 para realizar um exame de ultrassom

Gabriel Neves Publicado em 26/04/2021, às 11h10 - Atualizado às 11h26

Wilson Carlos Cardoso internado em unidade de saúde de Campo Grande.
Wilson Carlos Cardoso internado em unidade de saúde de Campo Grande. - (Foto: Reprodução/Fala Povo)

Uma família que mora no Jardim Noroeste, em Campo Grande, luta para conseguir arrecadar o valor de R$ 250,00 para que Wilson Carlos Cardoso realize um ultrassom para avaliar uma hérnia estourada. Há quatro anos na fila do SUS, Wilson não consegue mais trabalhar e sua família está enfrentando dificuldades para comprar até mesmo alimentos.

De acordo com a filha de Wilson, Geise Andrea Teixeira de Almeida, 26 anos, o pai era o único responsável pela renda da família. Mãe solteira com a missão de cuidar de três filhos, Geise contava com a ajuda do pai para fornecer o básico para seus filhos.

“Estamos passando por dificuldade aqui em casa, sem leite, sem fraudas e sem alimentos. Peço encarecidamente, quem puder nos ajudar, seja no que for, agradeço”, escreveu Geise em uma publicação no Facebook.

A filha conta que o pai mora junto com a mãe em outro barraco, mas após o problema de saúde, sem conseguir andar e sentindo muito dor, acabou levando Wilson para morar com ela, na única peça que já divide com seus filhos.

Geise pede qualquer valor, que será usado para a ultrassom do pai e também para a alimentação de seus filhos. Interessados podem realizar as doações para Ag. 5246 Conta 28102-6 no Bradesco, ou entrar em contato pelo (67) 99245-8188.

Jornal Midiamax