Cotidiano

Sem chuvas, Defesa Civil de Dourados mantém alerta para riscos de incêndio

Para evitar consequências mais graves, o órgão está intensificando as fiscalizações preventivas na cidade

Marcos Morandi Publicado em 26/07/2021, às 10h25

Com tempo seco, queimadas podem provocar acidentes em rodovias
Com tempo seco, queimadas podem provocar acidentes em rodovias - Defesa Civil

A Defesa Civil de Dourados mantém alerta para riscos de incêndio nos próximos dias devido à falta de chuva no município. Para evitar consequências mais graves, principalmente nas regiões rurais e em áreas de grande fluxo de veículos, o órgão está intensificando as fiscalizações preventivas na cidade.

Segundo o Tenente Coronel do Corpo de Bombeiro, Humberto Jose Sepa de Matos Filho, é importante que as populações, principalmente da zona rural, façam aceiros na propriedade. “Aceiros são faixas ao longo das cercas mínimo de 5 metros onde a vegetação foi completamente eliminada da superfície do solo”, explica o militar.

Segundo ele, com essas medidas consideradas simples, é possível prevenir a passagem do fogo para área de vegetação, evitando-se assim queimadas ou incêndios e não utilizar o fogo para qualquer tipo de atividade na vegetação.

Em 2019 Dourados registrou 305 incêndios, já em 2020 esse número reduziu para 212, uma queda de 30% nos casos. Este ano, os Bombeiros registraram 134 casos até o dia 21 deste mês. A Defesa Civil lembra que, ainda que muitos incêndios possam ser controlados, os custos econômicos, ecológicos e sociais são altos e podem ser evitadas com a colaboração de todos.

O coordenador municipal da Defesa Civil, Jamil da Costa, lembra que para denúncias o cidadão pode ligar no 199, número da Defesa, ou no 153 que é o da Guarda Municipal. Porém em casos de incêndio a primeira atitude é ligar para o Corpo de Bombeiros, no 193.

“Os Bombeiros são os responsáveis por apagar e quando solicitado a defesa civil faz o apoio. Fazemos os relatórios, o auto de infração e trabalhamos para encontrar quem provocou”, orienta o coordenador.

Jornal Midiamax