Cotidiano

Santa Casa de Campo Grande realiza pela 1ª vez captação de fígado para transplante com equipe própria

Antes as extrações de fígado e pâncreas eram feitas por profissionais de fora do Estado

Lucas Mamédio Publicado em 20/10/2021, às 17h33

None
(Foto: Divulgação)

A Santa Casa de Campo Grande anunciou que realizou pela primeira vez em sua história a captação de fígado e pâncreas com equipe própria. O procedimento começou na noite desta terça-feira (19) por volta das 22h e seguiu até a madrugada de hoje (20), com três horas de duração, e sem intercorrências. Além disso, na oportunidade, também foram doados rins e córneas.

O procedimento, que é inédito e muito esperado pela Santa Casa de Campo Grande, faz parte do processo para habilitar o hospital a realizar transplante hepático e ser uma oportunidade da população que necessita, será tratada em MS. Mas neste momento, conforme o hospital, enquanto não há o credenciamento, a instituição continuará sendo uma referência na qualidade de órgãos ofertados e uma opção de cuidado ao paciente com doenças que acometem o fígado.

 O paciente cujos órgãos foram extraídos tinha de 58 anos, era morador de Campo Grande e foi vítima de uma lesão cerebral aguda, o que possibilitou ajudar cerca de cinco pacientes que aguardavam na fila para transplante. Toda essa ação da Organização de Procura de Órgãos (OPO) é fruto do atendimento ao desejo do paciente em vida, levando em consideração seus feitos durante os anos de vida.

De acordo com o médico responsável pela condução do procedimento, Dr. Gustavo Alves Rapassi, essa primeira captação é muito importante, pois é parte fundamental do processo necessário para a habilitação do implante de fígado na Instituição. “Através das captações conseguiremos gerar indicadores de órgãos extraídos, quais os perfis dos órgãos doados, além de encontrar pacientes que tenham indicação e encaminhá-los para outros centros transplantadores e acompanhá-los no pós-operatório. Isso até que tenhamos a autorização para implante na Santa Casa, pois já temos atendido alguns critérios, sendo mais um serviço ofertado em benefício dos pacientes locais”, explicou o médico.

Jornal Midiamax