Cotidiano

Regiões Bandeira e Prosa lideram pedidos de construção e são as favoritas para moradia

Para condomínios de alto padrão, bairros Jardim dos Estados e Santa Fé ainda são os prediletos

Mylena Rocha Publicado em 25/04/2021, às 15h03

Campo Grande registrou crescimento nos pedidos para construções.
Campo Grande registrou crescimento nos pedidos para construções. - Foto: Ilustrativa/Leonardo de França

Mesmo com a pandemia, o setor de construção civil tem crescido e Campo Grande registrou aumento nos pedidos por obras neste ano. Apesar da crise sanitária e financeira, as obras não param e os financiamentos de imóveis devem bater recordes neste ano. As regiões favoritas e que têm registrado mais obras em Campo Grande são os bairros do Bandeira, Prosa e Segredo. Para moradias de alto padrão, a região do Prosa continua como a favorita.  

Dados da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) apontam que as regiões urbanas com maior número de expedições de alvarás de construção nos três primeiros meses de 2021 são Bandeira, Prosa e Segredo. A região do Prosa, que contempla bairros como Carandá Bosque, Chácara Cachoeira e Santa Fé, é a mais valorizada da cidade. O valor médio de venda dos imóveis é de R$ 6.052 por metro quadrado, segundo mostrou levantamento. 

A região do Bandeira, que lidera os pedidos por construções, contempla bairros que têm chamado a atenção para moradia, como o Rita Vieira, Tiradentes e Universitário, com valor médio de R$ 3.484 m². Já a região do Segredo conta com bairros como Coronel Antonino, Monte Castelo e Nova Lima, na faixa de R$ 3.611 m².

O presidente do Secovi-MS (Sindicato de Habitação de Mato Grosso do Sul), Marcos Augusto Netto, explica que há novas construções de casas e condomínios espalhadas por toda a cidade. Ele explica que há opções de bairros para todas as faixas de renda e que o setor tem batido recordes mesmo com a pandemia. 

“Apesar da crise da pandemia, o mercado imobiliário tem crescido muito. O setor de financiamentos tem batido recorde em cima de recorde e a previsão é de crescer ainda mais”, afirma Netto. 

Marcos Augusto Netto afirma que para imóveis de renda média, os empreendimentos localizados na região do loteamento Vivendas do Parque têm chamado a atenção. Para renda alta, a região favorita é a central. Já para baixa renda, há obras espalhadas em toda a cidade. “Se você olhar de forma geral, Campo Grande é um grande canteiro de obras”. 

Bairros que são sonho de consumo dos campo-grandenses

Mas, afinal, quais bairros são o sonho de consumo dos campo-grandenses? Há uma variedade de bairros que oferecem serviços e fácil mobilidade em Campo Grande, mas construtoras de alto padrão têm investido na região do Prosa e do Centro, as mais valorizadas da capital. 

O gerente regional da Plaenge, Luiz Octavio Pinho, conversou com a reportagem e contou quais são as regiões para ‘ficar de olho’ na Capital. O gerente explica que a cidade tem diversos bairros ótimos, com bons serviços e vias de acesso rápidas. Um dos bairros que tem chamado a atenção e deve ficar cada vez mais valorizado é o Jardim Bela Vista, localizado na região central. 

Pinho afirma que há empreendimentos da Plaenge sendo entregues no bairro, que oferece acesso rápido e facilidades, como comércios, escolas e academias próximas. “Percebemos que as pessoas gostam disto, torna a vida mais fácil e simples”, diz. 

Os bairros Jardim do Estados e Santa Fé, que já são tradicionais como uma regiões valorizadas na cidade, também contam com novos condomínios residenciais. “Antes de escolher uma área para empreender, sempre pensamos na valorização da localidade, se vai agregar valor para o bairro no futuro e para que as pessoas tenham facilidade de deslocamento”, diz o gerente regional da construtora. 

Luiz Octavio Pinho afirma que a localização é um dos fatores mais importantes para quem busca uma moradia na Capital. “Uma cliente nossa me contou ‘estou sendo advogada e mãetorista’, ela precisa levar o filho para a escola, para a escola de idiomas, buscar, levar o cachorro no petshop. Ao facilitar este deslocamento todo, a vida fica mais simples, a pessoa não perde tempo e sobra mais para a família, trabalho, lazer e outras coisas importantes”, conclui.

Jornal Midiamax