Cotidiano

Prouni irá abrir inscrições para bolsas remanescentes dia 3 de maio

As inscrições poderão ser feitas de forma online até o dia 4 de maio

Gabriel Neves Publicado em 30/04/2021, às 07h42

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O MEC (Ministério da Educação) abrirá, nos dias 3 e 4 de maio, as inscrições para as bolsas remanescentes do Prouni (Programa Universidade para Todos) referente ao processo seletivo do primeiro semestre de 2021.

A inscrições serão feitas, exclusivamente pela internet, na página do Prouni até as 23h59 do dia 4 de maio. As bolsas remanescentes ofertadas são aquelas não preenchidas no processo seletivo regular para o primeiro semestre de 2021.

Nesta edição, os estudantes que fizeram o Enem de 2020 poderão se inscrever para disputar uma das bolsas remanescentes ofertadas. Também poderão se inscrever os estudantes que fizeram qualquer uma das edições do Enem, a partir de 2010.

O critério mínimo exigido de desempenho no Enem é para que os candidatos tenham obtido 450 pontos no conjunto de provas do exame e nota superior a zero na redação.

Além do desempenho no Enem, os candidatos devem observar os critérios socioeconômicos, já que para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Após o resultado, que está previsto para ser divulgado no dia 7 de maio, na página do Prouni, quem for classificado deve ficar atento ao prazo para entregar, na instituição de ensino para a qual for classificado, a documentação que comprove as informações declaradas no ato da inscrição. O prazo é de 10 a 13 de maio.

Prouni

O Prouni é um programa de acesso ao ensino superior, destinado a quem não tem diploma de graduação, que oferece bolsas de estudo integrais, que cobrem a totalidade da mensalidade do curso, e parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade, em instituições privadas de ensino.

Jornal Midiamax