Cotidiano

Prosseguir: Confira os municípios de MS que estão com risco extremo de contaminação pelo novo coronavírus

No primeiro mapa Prosseguir de 2021, dois municípios de mato Grosso do Sul estão classificados em grau extremo de consequências da ocupação de leitos e internações por coronavírus, nesta quinta-feira (14). Outras 34 com risco alto na cor vermelha, e 43 no risco médio de coloração laranja. De acordo com a atualização, Dois Irmãos do […]

Karina Campos Publicado em 14/01/2021, às 16h39 - Atualizado em 15/01/2021, às 07h35

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução) - (Foto: Reprodução)

No primeiro mapa Prosseguir de 2021, dois municípios de mato Grosso do Sul estão classificados em grau extremo de consequências da ocupação de leitos e internações por coronavírus, nesta quinta-feira (14). Outras 34 com risco alto na cor vermelha, e 43 no risco médio de coloração laranja.

De acordo com a atualização, Dois Irmãos do Buriti e Japorã são os municípios classificadas como grau extremo pelo programa. Na bandeira vermelha, estão 34 cidades: Alcinópolis, Anaurilândia, Bataguassu, Bela Vista, Bonito, Camapuã, Campo Grande, Caracol, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Costa Rica, Coxim, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Iguatemi, Itaporã, Itaquirai, Juti, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nioaque, Paraiso das Águas, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Negro, São Gabriel do Oeste, Sete Quedas, Sonora e Três Lagoas.

As demais cidades sinalizadas na bandeira laranja estão em grau médio. Conforme a SES (Secretaria Estadual de Saúde), na última atualização do programa, nenhum município foi classificado nas bandeiras amarela ou verde, que sinalizam menor risco.

O programa avalia os indicadores de taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), disponibilidade de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), taxa de mortalidade, testes, incidência e casos entre profissionais da saúde.

Clique aqui para verificar a situação dos municípios a distribuição das atividades econômicas por faixa de risco.

Jornal Midiamax